Olhar Agro & Negócios

Domingo, 26 de janeiro de 2020

Notícias / Energia

Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis são responsáveis por 70% dos desvios de energia

Da Redação - Viviane Petroli

27 Mar 2015 - 08:44

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis são responsáveis por 70% dos desvios de energia
Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis são responsáveis por entre 60% e 70% dos desvios de energia elétrica em Mato Grosso, como os chamados ‘gato de energia’. Levantamento da concessionária Energisa revela que em fevereiro o percentual de perdas corresponderam a 6,96% da energia distribuída.

As perdas por irregularidades (desvios de energia), de acordo com o gerente de Perdas da Energisa, Marcelo Ores, em 2011 chegavam a 18,63% e nos últimos anos apresentaram recuos diante ações e fiscalizações.

Leia mais:
Aneel anuncia que conta de luz vai subir mais 6%; tarifas devem cair após cinco anos
Projeto para redução da conta de energia é apresentado por deputado federal de Mato Grosso

“Em fevereiro conseguimos ficar abaixo da meta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que é de 7,24% o percentual de perdas. As ações e fiscalizações são realizadas todos os dias para combater o furto de energia. Temos equipes específicas para isso e uma vez por mês reunimos todas para concentrar ações em bairros onde constatamos mais irregularidades”, revela Marcelo Ores. Na quinta-feira (26) à tarde foram feitas fiscalizações nos bairros Jardim Cuiabá e Duque de Caxias.

De acordo com a Energisa, em 2012 o percentual de perdas havia sido de 14,92%, em 2013 de 10,11% e em 2014 7,73% do total de energia distribuído.

O gerente de Perdas da Energisa revela que cerca de 1,5 mil unidades consumidoras deverão ser regularizadas em 2015, como é caso do bairro Parque Mariana, nas proximidades do bairro Tijucal, em Cuiabá. “Em algumas localidades não conseguimos fazer a regularização em decorrência a questões territoriais. No bairro Parque Mariana, por exemplo, são cerca de 300 regularizações, além de postes”.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • CRISPINO MATOS
    25 Nov 2015 às 09:11

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • rogério
    29 Mar 2015 às 14:16

    O que vejo quem não faz um `GATO`é considerado um otário, pois, economiza energia e as vezes recebe um valor maior em sua conta.

  • Dionizio
    29 Mar 2015 às 08:27

    O cidadão rouba energia e quer exigir que os governantes não sejam corruptos, dar desculpa que imposto é alto pra roubar energia é muito fácil, aqui em Cuiabá da vergonha de ver a quantidade de consumidores que furtam energia, e esse furto vai pra conta de quem paga tudo certinho. Então pra exigir honestidade, primeiro temos que mostrar ser honestos, brasileiro gosta de levar vantagem em tudo, desde receber troco a mais até fazer "gato" de energia e contar pro visinho que passa a noite toda com Ar condicionado ligado. A corrupção está no dna do povo brasileiro, muito difícil combater a ilegalidade que mais parece ser um câncer.

  • Observador
    28 Mar 2015 às 19:35

    O Brasil tem a 6ª energia mais cara do mundo. Isso é consequência dos gestores corruptos e desonestos que só pensam em explorar o cidadão. O caso da cobrança do ICMS é uma aberração. Você paga o imposto calculado na soma sobre ele mesmo. A cobrança do ICMS deveria ser apenas em cima do consumo. Mas o governo é ganancioso e isto nunca acontece. Não é a toa que os gatos estão multiplicando.

  • MARIA
    28 Mar 2015 às 10:10

    GATOS= FALTA DE MONEI PARA PAGAR A CONTA ACRESCIDA DE PIS, CONFINS, ICMS. A CONTA NÃO É REAL, OU SEJA, AQUILO QUE EFETIVAMENTE VOCE CONSOME!

  • José Peu
    27 Mar 2015 às 20:47

    Grande coisas esse Gerente, Presidente ou Diretores da empresa. Junta todos e não dá um. Esse Imposto que pagamos não tem condições, não digo é certo fazer gambiarra, mas do jeito que anda as coisas no País daqui a pouco terei que fazer um também. Pois quem paga isso é o pobre, minha conta todo mês só tem aumento, e a Cemalixo ainda cobra multa, sendo que eu pago 300 400 500 em uma casa de 5 peças e que nem tem eletrodoméstico, ou seja, o que leva o cidadão à agir assim. Resumindo, se continuar assim vou fazer "Gato" mesmo.

  • wilson
    27 Mar 2015 às 17:21

    A Energisa deveria acionar quem faz gatos na justiça para não prejudicar quem paga corretamente a conta de energia. Tenho certeza que esse percentual ébem maior, uma vez que quem faz gato não esta nem aí para a economia de energia.

  • Jorge Luiz
    27 Mar 2015 às 13:37

    Ue....por que não adota, como em outros países, em embutir esses fios, porque além de feios, provocando essa poluição visual que vemos na maioria das cidades do Brasill. Por que noutros paises embutem esses fios e no Brasil não copia isso? Vai ver porque seja bom ter sempre um bode espiatório

  • Zé Prequeté
    27 Mar 2015 às 10:51

    A questão dos Gatos (usuários), estão diretamente relacionados à fome do Rato(Estado). Se o Nosso governo reduzir o ICMS da tarifa de energia elétrica, os gatos praticamente irão desaparecer. Em Mato Grosso é cobrado o maior imposto sobre consumo de energia elétrica do planeta terra. E ninguém se impota com isso. Os deputados estão preocupados em como aparecer em CPI disto e daquilo, que irão acabar em Muitas PIZZAS. Enquanto isso o RATO continua a engordar e os gatos a se multiplicarem.

Sitevip Internet