Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Notícias / Agronegócio

Produtoras de algodão reintegram jovens em condições de trabalho escravo

Da Redação - Vanessa Alves

29 Ago 2012 - 18:14

Foto: Reprodução

Empresas produtores de algodão contratam jovens em pojero ação de integração

Empresas produtores de algodão contratam jovens em pojero ação de integração

Empresas produtoras de algodão contratam jovens achados em condições de trabalho escravo no Estado
Os 22 trabalhadores encontrados em condições análogas ao trabalho escravo, serão qualificados e contratados pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), que aderiram ao projeto “Ação Integrada”.

A proposta do projeto Ação Integrada é que empresas associadas à Ampa contratem como aprendizes os trabalhadores. Eles irão fazer curso de mecânicas Diesel, oferecido por meio do projeto de ação articulada Ensino Básico e Ensino Profissional – EBEP em parceria com o Sesi/Senai. O curso terá duração de um ano com aulas teóricas e práticas.

A iniciativa é resultado de uma parceria firma entre a Ampa, a Superintendência Regional de Trabalho e Emprego de Mato Grosso (SRTE-MT) e o Ministério Público do Trabalho 23º Região em reintegrar os trabalhadores no marcado de trabalho.

A associação foi procurada pela SRTE-MT em que buscava junto com o Ministério Público do Trabalho uma forma de qualificar profissionalmente os trabalhadores em situação de vulnerabilidade no Estado. A entidade produtora é signatária da agenda o Trabalho em Mato Grosso, criado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e implantada no Estado pela SRTE, e tem o compromisso de promover a capacidade e reinserção no mercado laboral de trabalhadores de situações indignas e degradantes de trabalho.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet