Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Notícias / Geral

expectativas

Circuito Tecnológico da safra 12/13 vai elaborar diagnóstico do atual cenário das lavouras

Da Redação - Victor Cabral

11 Out 2012 - 17:39

Foto: Reprodução/ilustração

Circuito Tecnológico da safra 12/13 vai elaborar diagnóstico do atual cenário das lavouras
Um raio-x do plantio de soja e levantamento das dificuldades enfrentadas pelos produtores mato-grossenses começam a ser realizados na segunda-feira (15) pelo Circuito Tecnológico da safra 2012/2013 para elaborar um diagnóstico do atual cenário das lavouras.

A meta é fazer oito coletas diárias nas áreas com plantio e sem plantio. A estimativa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e que o Estado seja responsável pela produção de 24 milhões de toneladas de soja, quase 30% da produção nacional, o que poderá colocar o Brasil como o principal produtor mundial do grão.

O custo da safra em Mato Grosso é de 15 a 20 bilhões de reais e a cooperativa de crédito Sicredi vai disponibilizar 1,7 bilhão para financiamento.

Cinco equipes com quatro participantes vão percorrer cerca de 400 propriedades, onde serão realizadas coletas de amostras de sementes e fertilizantes, que vão ser enviadas para laboratórios credenciados para análise.

Os grupos vão conferir o andamento do plantio, início do desenvolvimento das lavouras e expectativas dos produtores. Dividido em duas etapas, a primeira fase de coleta do Circuito acontecerá entre 15 e 19 de outubro e passará por municípios de Norte a Oeste de Mato Grosso. Na segunda parte, as equipes vão percorrer, de 22 a 26 deste mês, cidades do Leste e Sul.

A expectativa da Aprosoja é que o mapeamento concreto sobre o andamento da safra e principais anseios, dificuldades enfrentadas pelos produtores mato-grossenses seja finalizado até 12 de novembro.

A região sul de Mato Grosso é a que mais sofre com a ferrugem asiática, de acordo com o gerente técnico da Aprosoja, Nery Ribas. Os dados foram percebidos após o Circuito Tecnológico da safra 2011/2012.

Cidades onde as equipes vão passar

Diamantino, Campo Novo do Parecis, Brasnorte, Tangará da Serra, Nova Mutum, Sapezal, Santa Rita do Trivelato, Nova Ubiratã, Boa Esperança, Sorriso, Sinop, Lucas do Rio Verde são alguns exemplos dos municípios do Norte e Oeste de Mato Grosso.

Da região Leste e Sul do Estado serão visitadas as cidades Jaciara, Rondonópolis, Itiquira, Primavera do Leste, Campo Verde, Gaúcha do Norte, Paranatinga, Água Boa, Ribeirão Cascalheira, Nova Xavantina, Canarana e Querência, por exemplo.

Circuito Tecnológico da safra 2011/2012

As equipes do circuito do ciclo anterior percorreram 19 mil quilômetros em 10 dias e passou por 44 municípios. Os integrantes visitaram 320 propriedades e 517 mil hectares. De acordo com a Aprosoja, 85% dos pontos tinham ferrugem. Segundo Ribas, grande quantidade de soja guaxa foi encontrada em locais como beiras de rodovia, obras em estradas e perímetros urbanos.

A ferrugem alastra rapidamente entre as plantações, através do vento. Os maiores prejuízos causados é a redução da produtividade, já que causa desfolha precoce nas plantas, impedindo que os grãos de soja se formem completamente.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet