Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Opinião

FIEMT: 45 anos de criação - novembro de 1975 a novembro de 2020

Autor: Otacílio Borges Canavarros

30 Nov 2020 - 08:00


Estávamos no final dos anos sessenta. Um reduzido grupo de proprietários de pequenas indústrias, tão idealistas quanto atuantes, DECIDE trabalhar para a criação da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso. Decorreram sete anos de frequentes contatos, reuniões e articulações.

Noite de 25 de novembro de 1975, no centro histórico de Cuiabá, no edifício Palácio do

Comércio, na sede da instituição FECOMERCIO, a FIEMT é finalmente criada e uma diretoria provisória é eleita por aclamação com os aplausos de todos aqueles integrantes do pequeno e dedicado grupo.

A carta sindical da FIEMT é assinada no dia 6 de maio de 1976 sendo o documento entregue ao presidente da FIEMT, pelas mãos do governador José Garcia Neto a pedido do Ministro do Trabalho presente ao evento, este ocorrido no final daquela tarde no plenário da Assembleia Legislativa.

Pelo desejo e decisão dos colegas industriais eu fui eleito e reeleito três vezes presidente da FIEMT nas primeiras quatro gestões. A principal preocupação, à época, foi a de implantar as instituições FIEMT, SESI, SENAI e IEL e colocá-las em pleno funcionamento nas principais cidades do Estado.

O sucesso pretendido foi alcançado em sua plenitude. O Sistema FIEMT, em razão das ações conjuntas de suas instituições, conquistou ao longo de sua primeira década, o respeito e a admiração de todos os mato-grossenses em especial das classes: produtora e política nas diversas regiões do Estado.

O tempo passou... a FIEMT atualmente tem a sua décima quinta diretoria. Os colegas que nos sucederam prosseguiram com os trabalhos em defesa da indústria mato-grossense, administrando a formação e a qualificação dos industriários e zelando da saúde e do lazer da família operária.

Muito foi feito nestes 45 anos, todavia muito mais precisa ser realizado. A indústria mato-grossense está EXIGINDO um maior esforço e dedicação dos atuais dirigentes do Sistema FIEMT. O Estado de Mato Grosso NECESSITA, com urgência, de uma indústria forte distribuída em todo o seu território.
 
O Sistema FIEMT está consolidado, portanto preparado para responder, com sucesso, a esse atual desafio. A ideia do Pacto Pró Industrialização, sugerida as nossas principais autoridades, em uma solenidade no plenário da Assembleia Legislativa no mês de maio do ano passado, é uma estratégia a ser debatida. Outras boas ideias poderão somar-se a ela. Ao presidente da FIEMT Gustavo de Oliveira compete liderar esse urgente processo.

Bem acompanhei como também participei, nos últimos 60 anos, de muitos acontecimentos relevantes em nosso Estado. A maioria deles está relatada no meu livro com o título “A evolução de Mato Grosso”. O lançamento irá ocorrer no dia 18 de dezembro – uma sexta feira a partir das 18 horas -, no anfiteatro do SESC ARSENAL no bairro do Porto, em Cuiabá.

Concluo esta mensagem desejando a todos que a ouvem ou a leiam, um ANO NOVO no qual prevaleçam: o respeito, o entendimento, o progresso e a harmonia entre todas as pessoas. Cordialmente eu me despeço de vocês.



Otacílio Borges Canavarros – Cuiabá, 25 de novembro de 2020.
 
 
 
 
 
Sitevip Internet