Olhar Direto

Sábado, 19 de junho de 2021

Opinião

Relação: Jogos online e distúrbios miccionais em crianças e adolescentes

Em tempos de pandemia é sabido que o aumento do uso da tecnologia cresceu consideravelmente. Com isso, os jogos online também, já que pela necessidade do isolamento precisou-se criar alternativas de lazer em casa. O assunto é um pouco mais sério quando tratamos de crianças e adolescentes. 

Relatos de pais em consultório tem sido frequente sobre como os jogos têm se tornado um obstáculo no que se refere aos distúrbios miccionais, uma vez que a criança acaba passando muito tempo em frente ao computador ou no celular e consequentemente negligenciando o tempo certo de ir ao banheiro ou ingerir a quantidade de liquido necessária para o bom desenvolvimento do organismo.  

São adolescentes e crianças que passam madrugadas inteiras participando de jogos que levam em sua maioria, dias para finalizar. Com isso, a dependência do jogo é criada, e as crianças já não se alimentam como deveriam.  

Fato também relatado pelos pais, são as perdas urinárias encontradas nas roupas, ocasionando muitas vezes assaduras pelo longo período sem se movimentar, bem como as dores abdominais acompanhada de prisão de ventre, por segurar suas necessidades fisiológicas causando os temidos transtornos e distúrbios miccionais. 

É preciso alertar os pais para essa realidade que precisa ser acompanhada de perto, para não chegar a um vício com serias consequências.  

No que se refere aos transtornos miccionais é importante analisar o tempo que essas crianças estão passando em contato com esses jogos, bem como, se a rotina básica da alimentação e a correta ingestão de líquidos. 

Caso você pai e mãe percebam que o seu filho está ficando muito tempo em contato com os jogos, é importante ficar atento a alguns sinais como: 

Se ele está jogando mais tempo que o razoável, com prejuízo de outras atividades e de interação social com a família e amigos; 

Se apresenta problemas no rendimento escolar ou profissional; 

Se existe diminuição da alimentação e ingestão de água; 

Se existe demora para ir ao banheiro; 

Se existe incontinência urinaria e fezes; 

Irritação quando fica afastado do jogo. Se essas características sejam notadas é importante conversar, limitar os horários, entreter com outras atividades e estímulos de afazeres fora do ambiente virtual.  

Em alguns casos, o acompanhamento de profissionais especializados em cada característica de anomalia identificado, deverá ser investigada.  


Karla Mercedes – Fisioterapeuta pélvica infantil  
Sitevip Internet