Olhar Conceito

Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Notícias / Comportamento

África

Fraternidade sem Fronteiras busca voluntários para caravana de ajuda humanitária em Madagascar

Da Redação - Thaís Fávaro

05 Jul 2019 - 11:13

Foto: Assessoria

Fraternidade sem Fronteiras busca voluntários para caravana de ajuda humanitária em Madagascar
Médicos, dentistas, enfermeiros e demais voluntários já podem se inscrever para participar da caravana de ajuda da humanitária em Madagascar, na África, realizada pela Organização Internacional Fraternidade sem Fronteiras. O grupo atua desde 2017 e já levou aproximadamente 160 padrinhos/voluntários de várias partes do mundo para atender cerca de 3.500 pessoas por dia no país que é considerado um dos mais pobres do mundo. A caravana será de 22 de setembro a 5 de outubro, os interessados podem entrar em contato através do telefone (67) 9 9977-7993 ou pelo e-mail caravanas03@fraternidadesemfronteiras.org.br. As vagas são limitadas.

Leia mais
Várzea Grande terá primeira edição da 'Marcha para Jesus' e espera 15 mil pessoas

Os interessados devem entrar em contato com a Organização, que ressalta principalmente a necessidade de médicos, dentistas e enfermeiros. No entanto, "toda ajuda é bem-vinda", reforça a coordenadora das caravanas do projeto da FSF, Ação Madagascar, Sueli Rebello.

Ambovombe/Madagascar é uma cidade, extremamente inexplorada, que sobrevive com as adversidades sócio-econômicas, assim como várias outras regiões da África subsaariana. Números do Programa Mundial de Alimentos (PMA) mostram que quase 1 milhão de pessoas passam fome na região. "As famílias do sul da ilha Madagascar sofrem com a fome e a sede constante, a desnutrição aguda e a falta de higiene ocasionam doenças como teníase, bicho de pé e tantas outras. Banho é só quando chove e a luta pela sobrevivência é constante", relata Sueli.

A obra fraterna traz a motivação aos padrinhos e voluntários e, foi com ajuda deles que em fevereiro de 2018 a Fraternidade sem Fronteiras construiu um Centro de Atenção Primária à Saúde, em Ambovombe/Madagascar, implantando inclusive serviços básicos como pré-natal, planejamento familiar, vacinas, cuidados da infância, puericultura e cuidados nutricionais. Médicos e profissionais da saúde intensificam o atendimento à comunidade durante as caravanas, que acontecem quatro vezes no ano. Além disso, montaram no mesmo local, um Centro Nutricional e com a dedicação de especialistas do ramo, reanimam a vitalidade de 220 crianças, com severa desnutrição.

"Este ano, nossos voluntários arrecadaram 49 mil escovas de dente, que serão entregues durante as caravanas, momento em que todas as crianças e mães são instruídas sobre noções básicas de escovação", destaca o presidente da Fraternidade sem Fronteiras, Wagner Moura, que ainda continua: "Já formamos multiplicadores locais para orientar a comunidade sobre saúde bucal. Além disso, dois consultórios odontológicos foram montados na região e o trabalho amoroso de dentistas voluntários está abrindo sorrisos em Madagascar".

O movimento fraterno já abriu dois Centros de Acolhimento na cidade. No primeiro, onde também funciona uma unidade da Fraternidade sem Fronteiras, acolhe-se crianças que antes viviam nas ruas. Elas recebem refeição, cuidados com a higiene, participam de atividades culturais e de recreação. "Antes, nenhuma das crianças acolhidas frequentava a escola. Hoje, 497 crianças estão matriculadas e com material escolar comprado. Em julho de 2018, a Organização também inaugurou a Cidade da Fraternidade, um espaço com casas que abrigam 100 famílias e que possui hortas, atendimento médico entre outras atividades", explica o presidente da FSF. 

Como participar?

O objetivo da caravana é levar atendimento médico, odontológico, doações e todo afeto dos participantes. Ainda neste ano, haverá outra caravana que reunirá novamente voluntários do movimento humanitário para Madagascar - de 20 de novembro a 4 de dezembro de 2019, também com vagas limitadas.

Para embarcar é preciso primeiramente ser madrinha/padrinho de um dos projetos da Fraternidade sem Fronteiras. Para isso, basta acessar o site onde é possível apadrinhar com R$ 50 mensais o projeto conforme escolha. Pelo site também é possível fazer doações avulsas, além de descobrir outras formas de ajudar e contribuir.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet