Olhar Direto

Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Notícias | Cidades

inoperante

Aeroporto de Rondonópolis ainda não tem seção contra incêndio

De acordo com um comunicado da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o serviço de combate a incêndio do Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco, de Rondonópolis, não está funcionando. Mesmo com a chegada do caminhão AP2, doado pela Aeronáutica, há dois meses, a seção contra incêndio não está operando devido a falta de algumas adequações e compra de equipamentos. As informações foram publicadas nesta sexta-feira (30) no jornal A Tribuna.


No caso de um incêndio, o acidente só seria controlado com o deslocamento de bombeiros do 3º Batalhão de Bombeiros Militar, localizado na região da Vila Operária. Ao todo 20 profissionais já passaram por treinamento para atuarem no aeroporto, no entanto, algumas adequações em um galpão e aquisições de equipamentos ainda faltam ser realizadas pela administração municipal. Além disso, o caminhão especial não tem local para ser guardado.

Conforme o administrador do aeroporto, Alencar Libano de Paula, em entrevista ao jornal, todos os hangares do aeroporto estão ocupados, não havendo a possibilidade de locação de espaço para estacionar o caminhão e o galpão do serviço de combate a incêndio do aeroporto não comporta o veículo devido a altura do teto. Já no Batalhão de Bombeiros na Vila Operária também não há possibilidade porque o local passa por obras.

Além de aumentar a altura do teto, o administrador explicou que o galpão deve passar por reforma para se adequar à resolução 115 da Anac. Não há data precisa para tal adequação, mas estaria prestes a iniciar, conforme Alencar. Os recursos serão da Prefeitura e do Fundo de Reequipamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom). Ele afirmou ainda que serão adquiridos botas, capacetes, máscaras e extintores químicos e que tudo deverá acontecer rápido.

O caminhão AP2 custa cerca de R$ 1,5 milhão, é de fabricação austríaca, do modelo Búfalo e é considerado como o mais moderno do mundo, com capacidade de 5,7 mil litros. O combate ao fogo é feito tanto com água quanto com espuma. A seção contra incêndio vai permitir pouso e decolagem de aeronaves com capacidade para até 180 passageiros. Atualmente os aviões que descem em Rondonópolis transportam apenas 40 pessoas.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet