Olhar Direto

Sábado, 19 de junho de 2021

Notícias | Política MT

Investigação

‘Se tivesse receio, eu ia disputar eleição’, diz Maggi sobre perda de foro privilegiado

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

‘Se tivesse receio, eu ia disputar eleição’, diz Maggi sobre perda de foro privilegiado
O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP), após anunciar oficialmente que não vai disputar nenhum cargo eletivo nas eleições de outubro, comentou sobre a perda do foro privilegiado ao sair da política a partir do ano que vem. O empresário é alvo do Ministério Público Federal (MPF) por conta de acusações feitas pelo ex-governador Silval Barbosa em sua delação premiada.

Leia mais
Blairo Maggi oficializa que não participará da eleição em 2018


De acordo com o ministro, os inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) vão ser resolvidos na justiça e não há preocupação da parte dele com a perda do foro privilegiado com a sua saída da política.

“As acusações são jurídicas e vamos tratar elas desta forma. Não se trata de um processo político. Já a questão de foro é que se eu tivesse algum receio disso eu iria disputar a eleição, pois todo mundo diz que é melhor ter foro. Como não vou disputar a eleição eu vou abrir mão do foro em um futuro próximo e isto demonstra muito minha tranqüilidade com respeito a este assunto”.

Em agosto do ano passado, após a quebra do sigilo da delação do ex-governador Silval Barbosa, o STF determinou a abertura de inquérito para apurar as suspeitas de uma organização criminosa que atuou no governo de Mato Grosso entre os anos de 2006 à 2014.

Por meio de nota, na época em que a delação perdeu o sigilo, o ministro negou as acusações feitas por Barbosa e o chamou de mentiroso.

Ele ressaltou também respeitar o papel da Justiça no cumprimento do seu dever de investigação e deixou claro que usará todos os meios legais necessários para se defender e restabelecer a verdade.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet