Olhar Direto

Sábado, 24 de julho de 2021

Notícias | Cidades

rivalidade

Após deixar Comando Vermelho e migrar para o PCC, cuiabano é decapitado em MS; veja vídeo

Foto: Rogério Florentino / OD

Após deixar Comando Vermelho e migrar para o PCC, cuiabano é decapitado em MS;  veja vídeo
O cuiabano Márcio Lucas Preza Libanio, de 21 anos, que pertencia a facção criminosa Comando Vermelho, foi assassinado a tiros e decapitado no final da tarde de quarta-feira (17), próximo à ladeira Dona Emília, no bairro Beira Rio, em Corumbá (MS). No Estado, ele estaria fazendo parte da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Leia mais: 
Homem é morto a facadas após briga dentro de carro

Segundo o Diário Corumbaense, moradores teriam ouvido os tiros por volta de meio-dia, mas só por volta das 16 horas, o corpo foi localizado em uma área de alta vegetação.
 
O delegado titular do 1º Distrito Policial, Sam Suzumura, disse que a vítima foi reconhecida por uma tia, com quem estaria morando há cerca de três meses. Ele morava na capital mato-grossense e há cerca de três meses estaria no Estado vizinho.
 
Ele foi visto pela última vez na terça-feira, quando saiu de casa dizendo que voltaria logo. No entanto, não foi mais visto. A família reconheceu o corpo encontrado como sendo de Márcio.
 
Márcio apresentava marca de tiros em uma das mãos, ombros e cabeça. O corpo foi levado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL).
 
Ainda conforme o site local, a Polícia Civil investiga o possível envolvimento da vítima com facções criminosas, já que um vídeo circula nas redes sociais e nele, "Luquinhas", como era conhecido, aparece com as mãos amarradas.
 
Conforme conteúdo do vídeo, ele foi morador de Cuiabá por cerca de dez anos, onde era membro do Comando Vermelho. Mas após uma “oportunidade” ele migrou para o Primeiro Comando da Capital (PCC), em MS.

Veja vídeo: 

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet