Olhar Direto

Quinta-feira, 05 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Arsec define nova tarifa e valor de passagens de ônibus chega a R$ 4,10 a partir de quarta-feira

Da Redação - Vinicius Mendes

01 Jan 2019 - 10:06

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Arsec define nova tarifa e valor de passagens de ônibus chega a R$ 4,10 a partir de quarta-feira
A nova tarifa de R$ 4,10, para o transporte coletivo na capital, definida pela Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), passa a ser aplicada a partir de 00h desta quarta-feira (1). O reajuste foi de 6,7%.
 
Leia mais:
Arsec deve se basear em parâmetros técnicos para definir nova tarifa de ônibus, diz Emanuel
 
Em uma reunião na última segunda-feira (31), a Arsec  definiu o novo preço da tarifa do transporte coletivo em Cuiabá. Para chegar este valor foi realizado um estudo, que leva em conta cálculo dos custos do sistema de transporte da capital, que foram somados em grupos dos principais insumos, denominados: combustível, veículos, mão de obra e outras despesas. O reajuste proposto, e agora aprovado, foi de 6,7%.
 
A definição do valor da tarifa não é mais responsabilidade do chefe do Executivo. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), já havia dito que, apesar de não definir o preço, irá exigir que na nova licitação para o transporte coletivo seja estipulado um prazo para que a frota de ônibus na capital seja renovada.
 
“Eu determinei uma nova licitação, eu quero que ela defina um prazo para que todos os ônibus de Cuiabá sejam os mais novos possíveis, todos com ar condicionado, com uma idade média da frota em um valor mínimo, com todos os ônibus com ar condicionado, todos os ônibus adaptado à pessoa com deficiência, bem como o prazo, que deve ser estabelecido no edital, também para que toda a frota seja gradativamente trocada para a de energia limpa, de preferência com ônibus elétricos”.
 
O aumento no valor da passagem de ônibus pode gerar revolta para aquelas que dependem diariamente do transporte público e questionam a qualidade dos serviços prestados. No entanto, pesquisa encomendada pela Arsec e divulgada pela Prefeitura de Cuiabá aponta que para quase 60% dos cuiabanos o transporte na Capital melhorou no último ano. Apenas 9,60% dos cuiabanos acredita que o transporte coletivo piorou, enquanto outros 33,66% consideram a situação indiferente.
 
O titular da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, explica que o levantamento é realizado anualmente desde 2016 e que seus resultados ajudam a nortear as ações para o setor.
 
Além disso, os números são considerados durante a elaboração da licitação para contratação de empresas de ônibus, que será lançado ainda neste ano. “O contrato firmado com as empresas que atuam hoje não atende mais as demandas da Capital, então, mesmo que elas participem da licitação novamente, terão que se adequar a estas especificidades”, afirma.
 
O levantamento foi realizado entre nove e 19 de julho de 2018, por meio de entrevistas presenciais com 1.509 pessoas, em 32 linhas de ônibus diferentes. Os passageiros foram ouvidos dentro dos veículos e por diferentes pontos de ônibus na Capital. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.
 

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Luiz
    01 Jan 2019 às 22:48

    ISSO É O PRESENTE, DOS ELEITORES PARA OS CUIABANOS COMEMORAR OS 300 ANOS COM ESSAS PORCARIAS QUE DIZ SER TRASPORTE, ATÉ CARRO DE BOI E MAS CONFORTÁVEL QUE ESSE LIXO, E OS PONTOS DE ONIBUS VERDADEIRA TAPERAS, PRINCIPALMENTE ESSE DA MARIA TAQUARA ESSE PONTO É UMA VERGONHA PARA CUIABÁ, DEUS QUE ME LIVRES DESSE TRANSPORTE HORRÍVEL WUE TEMOS, CADE O TAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, A JUSTIÇA RSSA NRM SE FALA SÓ FAVOR DOS EMPRESARIOS. NÃO TEM MAD JEITO CADE O POVO PARA PROTESTAR.

  • Elias
    01 Jan 2019 às 21:58

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Cuiabano
    01 Jan 2019 às 17:00

    Isso mesmo Prefeito Emanuel tem subir mesmo, a população tem que sentir na pele o no bolso o que é ter colocando o senhor no PODER.

  • Pagador de impostos
    01 Jan 2019 às 16:08

    Ohh senhor, a gente não pode nem procurar emprego com esse valor de passagem. Sr tende misericórdia de nós. Amém

  • Josiane Siqueira
    01 Jan 2019 às 14:38

    A porcaria da serviço que é entregue não vale nem a tarifa atual, menos ainda um aumento de tarifa. Ridículo, absurdo, desrespeitoso da parte da empresas e da administração pública, que devem estar juntos comemorando o ano nova e deixando um f***-se para a população.

  • Keke
    01 Jan 2019 às 13:34

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Fran Frassetto
    01 Jan 2019 às 13:05

    O maior responsável por esses aumentos sem nenhuma contrapartida é dos próprios usuários. Não reagem. Não há necessidade de sair quebrando tudo, mas uma boa demonstração de insatisfação, com milhares de pessoas nas ruas exigindo transporte de qualidade e decente é suficiente para tirar nossos gestores (prefeito, secretários e vereadores) da clandestinidade e covardia e fazer, no mínimo, cumprir as leis de uso da concessão do transporte público e da manutenção dos serviços e tempo de uso dos veículos. A maioria com mais de 8 anos de uso. Cadê a tal falada Licitação? Não irá acontecer. Não temos elementos suficientes para acreditar nisso. Mas, repito, se nós usuários não nos levantarmos e exigirmos o que nos é devido, NINGUÉM FARÁ NADA. Feliz 2019.

  • Paranaense
    01 Jan 2019 às 12:58

    Trabalhar só pra pagar passagem

  • Juracy Ady
    01 Jan 2019 às 12:12

    Não existe investimento sem contrapartida. Se a população realmente quer transporte de qualidade, com climatização, como economista calculo que a passagem fosse majorada para vinte reais. Quem fala a verdade não merece castigo.

  • Marcelo
    01 Jan 2019 às 10:56

    A qualidade das ruas e avenidas não é das melhores, os veículos em sua grande maioria são velhos (já que os novos circulam em áreas mais desenvolvidas), os atrasos e lotações constantes, enfim. A lista de problemas só tende a crescer. Esse aumento é justificado por qual razão? Aumento do diesel pela Petrobrás? Lucro dos empresários? Esse novo valor corresponde a regiões metropolitanas como Belo Horizonte e cidades do sul do Brasil, cujo transporte e malha viária são impecáveis e hálicitação do transporte coletivo, coisa que Cuiabá não possui! Mas o prefeito prefere igualar Cuiabá como uma capital futurista mas não faz o suficiente para movimentar a infraestrutura da cidade. Aí fica difícil justificar de maneira plausível o aumento da tarifa do transporte coletivo. A população como sempre levando a pior! Parabéns aos envolvidos.

Sitevip Internet