Olhar Direto

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Chapa 2 denuncia atual gestão por uso da máquina em eleição do Conselho Regional de Odontologia

Da Redação - Thaís Fávaro

19 Mar 2019 - 17:48

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Leonardo Monteiro (esq) e Leandro Negrini (dir)

Leonardo Monteiro (esq) e Leandro Negrini (dir)

Membros da chapa 2 das eleições para a Diretoria do Conselho Regional de Odontologia (CRO) denunciam a atual gestão por uso da máquina no pleito. A alegação é de que o atual presidente do órgão, Sandro Marco Stefanini, pediu afastamento das atividades no dia 11 de março para concorrer à reeleição, porém, documentos mostram que um dia após o pedido, o profissional teria viajado para o município de Lucas do Rio Verde (336 Km de Cuiabá), para ministrar uma palestra, ainda no cargo de presidência e usufruindo dos benefícios do órgão. O presidente, no entanto, nega as acusações e afirma que as notícias vinculadas são falsas.

Leia mais
Conselho Regional de Odontologia contará com mais uma chapa nas novas eleições

Na última sexta-feira (15), Sandro Marco Stefanini publicou uma carta de afastamento do cargo no site do Conselho, assinada no dia 11 de março. De acordo com o documento, ele explica que concorrerá à reeleição pela chapa 1 e, por esse motivo, tomou a medida de se afastar para que a instituição possa desenvolver regularmente as suas atividades e que a categoria permaneça sendo regularmente assistida pelo órgão. Veja a carta no aqui.

De acordo com o dentista Leandro Negrine, após a assinatura do documento, o Sandro realizou uma palestra na cidade de Lucas do Rio Verde (336 Km de Cuiabá), no dia 12 de março, ainda como presidente interino do órgão. No site do Conselho Regional de Odontologia, a divulgação do evento reafirma a data e a participação do dentista no cargo de presidente. “A palestra será ministrada pelo presidente do CRO-MT, Sandro Stefanini, e é voltada aos profissionais da Odontologia da região e ocorre no auditório da, a partir das 19h”, diz trecho da informação que pode ser conferida através do link.

Em uma publicação no grupo de WhatsApp em que os integrantes das duas chapas fazem parte, uma das profissionais manifesta sua opinião a respeito do caso e concorda com a posição do Dr Leandro Negrine. “Concordo com o Sr. A postagem foi errada, nos induz a dúvida, a postura adotada pelo Dr. Sandro não condiz com a postada no site do CRO, se, se afastou do cargo não deveria mais estar com o título de presidente sendo postado”, afirma em trecho da mensagem.
 
Em sua página no Facebook, Sandro afirma que as fotos divulgadas se tratam de uma notícia falsa. “Gente, o assunto é sério e chato. Sei que estamos passando por um período eleitoral, mas não podemos levar a campanha para baixaria e mentiras. Nós, da Chapa 1, queremos debater no campo das propostas e prestação de contas, do que foi feito nos últimos anos, somos todos cirurgiões-dentistas, colegas de profissão, com objetivos em comum. Não é porque estamos num pleito, que vamos partir para o vale tudo. Uma pena a CHAPA 02 estar compartilhando este conteúdo OFENSIVO e MENTIROSO”, diz em trecho da publicação.
 
Sandro Stefanini assumiu a presidência do CRO-MT em 17 de dezembro do ano passado, durante uma sessão ordinária em substituição ao conselheiro Luiz Evaristo Volpato, que assumiu o cargo de tesoureiro do CFO. Antes de se tornar presidente, o profissional comandou por mais de cinco anos a Comissão de Ética.
 
Sobre a acusação de noticia falsa, a Chapa 2 se manifestou através de nota se defendendo das acusações. Veja:

NÃO É FAKE

A CHAPA 2 não entende o desconforto, indignação e vitimização da Chapa que a mais de 10 (DEZ) anos comanda o CRO/MT com o legítimo direito de cirurgiões dentistas participarem do processo eleitoral para renovação do corpo de dirigentes do CRO/MT, com objetivo, entre outros, de promover mudanças, modernização, aprimoramento da gestão, interiorização do CRO/MT e valorização do profissional da odontologia.   

O processo eleitoral é instrumento de realização da Democracia, que exige a cidadania ativa, livre, com pluralidade de ideias e pensamentos, a fim de que todos quantos dela participem possam pôr e expor seu descontentamento. Uma sociedade uniforme e sem contestação é ditadura.

A CHAPA 2 continuará a pautar sua campanha observando o princípio da moralidade e ética, sem jamais se furtar de demonstrar aos colegas cirurgiões dentistas a verdade. 

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet