Olhar Direto

Terça-feira, 29 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Ministro inaugura segunda etapa do HMC e libera R$48 mi para custeio

Da Reportagem Local - Érika Oliveira / Da Redação - Isabela Mercuri

22 Abr 2019 - 17:30

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Ministro inaugura segunda etapa do HMC e libera R$48 mi para custeio
O ministro da Saúde Luis Henrique Mandetta participou, na tarde desta segunda-feira (22), da inauguração da segunda etapa do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) e anunciou a liberação de R$48 milhões para o custeio da instituição. Foram lançados, nesta etapa, 90 leitos de enfermaria, além de uma farmácia satélite, laboratório de análises clínicas e um refeitório.

Leia também:
Ministro da Saúde confirma presença e entrega da segunda etapa do HMC é adiada

De acordo com o ministro, pensar no custeio é essencial ao se lançar uma obra. “As obras muitas vezes são feitas sem pensar no custeio. Eu penso muito no custeio. Isso aqui que nós vemos hoje, nós descemos uma portaria, agora começa, abriu-se, é o pontapé inicial. O hospital começa a produzir, ele começa a informar, começa a se fazer a média, e gradativamente nós vamos chegar ao ponto de equilíbrio do hospital. O que a gente não pode é mandar abrir e não garantir o custeio. Então hoje aqui, simbolicamente, foi feita a ampliação dessa segunda etapa, mas na pratica está feito aqui a garantia do custeio pra gente poder fazer uma obra sustentável aqui no coração da América do Sul”, disse.

A primeira etapa do Hospital Municipal de Cuiabá, com o ambulatório, foi entregue no dia 25 de dezembro. De acordo com Emanuel Pinheiro, ele já atende mais de mil pacientes. A terceira e última etapa deve ser entregue em maio e, assim, 100% do hospital passa a funcionar. Segundo o prefeito, sua meta é não ter mais nenhum paciente nos corredores dos hospitais públicos.

“A meta é o fim de pacientes nos corredores. Nós estamos nesse momento, em que abrimos 90 leitos de enfermaria aqui, abrindo 21 leitos de enfermaria no hospital São Benedito para poder integrar o sistema e tirar todo ser humano que está jogado nos corredores dos hospitais públicos da capital. Corredor não é lugar de paciente, não é lugar de ser humano, não é lugar de saúde pública”, disse.

Os R$48 milhões anunciados por Mandetta integram um ‘bloco de custeio das ações de serviços públicos da saúde’, que será incorporado ao grupo de atenção de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar no estado de Mato Grosso, município de Cuiabá.

O governador Mauro Mendes também esteve presente no lançamento da terceira etapa do HMC, e parabenizou os envolvidos. “Um somatório de esforços que permitiu que estivéssemos aqui hoje inaugurando essa segunda etapa. Parabéns a todos. Isso vai ajudar a salvar vidas, esse hospital será um local para que muitas pessoas, num momento em que todos podemos passar por ele, de ter uma enfermidade, um acidente, de ter qualquer tipo de problema de saúde, e poder ter um acolhimento num lugar que possa lhe dar um atendimento com respeito, com dignidade, como qualquer cidadão precisa e merece”, disse.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet