Olhar Direto

Quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Esposa faz vaquinha para cirurgia que pode aumentar tempo de vida do marido; veja vídeo

Da Redação - José Lucas Salvani

17 Set 2019 - 16:15

Foto: Reprodução

Esposa faz vaquinha para cirurgia que pode aumentar tempo de vida do marido; veja vídeo
Silvane Conceição dos Santos está fazendo uma vaquinha para que seu marido, Laucir Rissatto, de 56 anos, possa fazer uma cirurgia para aumentar o tempo de vida. Laucir tem uma má formação da artéria venosa cervical e dois aneurismas dentro da medula óssea e descobriu a doença após sentir dores em julho desde ano. 

Leia mais:
Avó precisa de ajuda para realizar bingo para custear cirurgia de criança em Brasília; saiba como ajudar

“É uma cirurgia de extrema complexidade porque ele pode vir a óbito e pode ficar tetraplégico. Ele vai para a cirurgia  sabendo disso”, explica a esposa ao Olhar Direto. A expectativa de vida atual dele é de mais 10 anos. 

Silvane explica que descoberta se deu porque no dia 18 de julho ele sentiu dores fortes no pescoço e teve também o lado esquerdo de seu corpo paralisado. Por conta disso, ele chegou a ficar seis dias internado no Pronto Socorro Municipal (PSM) de Cuiabá. Na época, duas tomografias foram feitas, mas nenhum dos exames apontavam para algo que apontasse para a causa das dores.

Os médicos do PSM chamaram um neurologista, que apontou a possibilidade de um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI). Com o resultado da ressonância e pelo histórico de problemas graves de coluna, foram até o ortopedista de Laucir, mas ele disse que o problema era, de fato, neurológico.

Silvane levou Laucir a um neurologista que afirmou que o marido teve muita sorte, porque já era para ele estar totalmente tetraplégico. Todavia, ele não recomendou a cirurgia porque há o risco de morte e a possibilidade de avançar o processo e fazer com que ele fique tetraplégico mais rápido. Um segundo neurologista também foi consultado e trouxe o mesmo diagnóstico. 

Veja abaixo o vídeo em que Laucir explica sua situação médica.
 

A cirurgia ainda não há data para ser realizada. Em Cuiabá, o Sistema Único de Saúde (SUS) não oferece uma cirurgia deste porte, sendo necessário realizá-la em um hospital particular. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet