Olhar Direto

Terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Notícias | Política MT

DECISÃO EM MARÇO

Marcelo Padeiro descarta candidatura a prefeito de Cuiabá e reduz opções de Mendes

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Marcelo Padeiro descarta candidatura a prefeito de Cuiabá e reduz opções de Mendes
O secretário de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso, Marcelo de Oliveira (DEM), retirou sua pré-candidatura a prefeito de Cuiabá. Ele foi incluído no rol de nomes que seria testado pelo Democratas em pesquisas qualitativas, junto a outros membros do staff de Mauro Mendes (DEM), mas disse, nesta terça-feira (28), que não tem pretensão em seguir com o projeto.

Leia mais:
Marcelo Padeiro é anunciado como pré-candidato a prefeito de Cuiabá e mais três disputam vaga no DEM

“Eu tive grande vontade, há precisamente 20 anos atrás, quando Roberto França foi prefeito de Cuiabá e eu era secretário de obras, presidente da Sanecap. Tive grande vontade de ser prefeito de Cuiabá. Até cheguei de ter meu nome lançado pelo MDB. Hoje eu não tenho essa vontade não. Eu já fiz muito por Cuiabá e acho que poucos fizeram o que fiz. Porque eu servi cinco prefeitos, trabalhei muito por cada um deles. Com Roberto França fizemos mais de mil obras, com Dante de Oliveira foram dois mandatos, Gustavo Arruda fiz muita obra, com Mauro Mendes fiz muita obra... Eu acho que fui o secretário que mais obras fez”, defendeu.

O nome de Marcelo havia sido anunciado pelo presidente do DEM em Cuiabá, Alberto Machado, ainda no início do mês, conforme adiantou Olhar Direto. Nesta segunda-feira (27), o partido se reuniu para definir os rumos que tomará nas eleições suplementar, ao Senado, e municipais, e ratificou a inclusão do secretário nas pesquisas que irão avaliar a viabilidade eleitoral dos membros do staff de Mendes.

Além de Marcelo, o Democratas quer testar os nomes dos secretários de Saúde, Gilberto Figueiredo, da Casa Civil, Mauro Carvalho, de Fazenda, Rogério Gallo, e do presidente estadual da legenda, o ex-deputado Fábio Garcia.

Mauro Mendes elegeu por prioridade a indicação de um nome à Prefeitura de Cuiabá e pediu ao partido um prazo até março de 2020 para consolidar a candidatura.

“Eu não tenho apego ao cargo. Se a população de Cuiabá inteirinha for lá na minha casa e falar ‘queremos o senhor, não vamos encher seu saco, não vamos ficar pedindo para o senhor tampar buraco’, talvez eu vá. Mas eu acho que isso não vai acontecer, ne?! Eu não sou mais um guri, estou indo para os 65 anos de idade. Já passou. Eu hoje quero concluir a minha participação no Governo do Estado, talvez me aposentar quando acabar o mandato do Mauro e concluir a minha vida pública levando obras para Colniza, Aripuanã, Querência, Confresa, para todo o Estado”, pontuou Marcelo de Oliveira.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet