Olhar Direto

Segunda-feira, 25 de maio de 2020

Notícias / Política MT

Janaina lança “machistômetro” com dicas para identificar comportamentos abusivos

Da Redação - Érika Oliveira

20 Fev 2020 - 11:18

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Janaina lança “machistômetro” com dicas para identificar comportamentos abusivos
A deputada estadual Janaina Riva (MDB) divulgou uma campanha pré-Carnaval de combate à violência contra a mulher. Em seu gabinete, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a parlamentar disponibilizou um “machistômetro”, com dicas para que as mulheres identifiquem comportamentos abusivos. Além disso, um vídeo com dicas para que os homens não se comportem de maneira inconveniente vem sendo disseminado em suas redes sociais.

Leia mais:
Feminicídios correspondem a quase metade dos assassinatos de mulheres em MT

Segundo levantamento da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP-MT), das 87 mulheres que foram assassinadas em 2019 em Mato Grosso, 39 delas foram vítimas de feminicídio.

O município que mais registrou casos de feminicídio no estado foi Primavera do Leste, com quatro mortes. A cidade é seguida por Sinop (3), Várzea Grande (3), Chapada dos Guimarães (2), Peixoto de Azevedo (2), Rondonópolis (2) e Sorriso (2).

O vídeo divulgado por Janaina (veja abaixo) contém cinco dicas para os homens. A dica número um fala sobre pré-julgamentos a partir da aparência da mulher. A dica número dois condena piadas de cunho sexista. A dica número três recrimina o assédio sexual e reforça as penalidades judiciais cabíveis neste caso. A dica número quatro censura contatos físicos sem a permissão da mulher “mesmo sem conjunção carnal, isso pode ser considerado estupro”, alerta a deputada. A última dica repreende cantadas indiscretas.

O machistômetro elaborado pela equipe da deputada está disponível para distribuição em seu gabinete, na Assembleia Legislativa. Janaina Riva é a única deputada mulher desta legislatura em Mato Grosso.



Para denunciar casos de violência contra a mulher existe um disque-denúncia. Através do número 180, a Central de Atendimento à Mulher recebe denúncias e orienta mulheres vítimas de violência.

Veja o vídeo:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Já que é dia de #tbt e amanhã começa oficialmente o carnaval, resolvi compartilhar esse vídeo que gravei em 2017 (mas que infelizmente continua bem atual já que tivemos essa semana o caso do motorista de aplicativo assediando uma menor) contendo 5 dicas para que os homens não se comportem de maneira abusiva, nem como babacas na folia. Meninas #lutemcomoumamulher sempre! Aqui no meu gabinete na AL, ainda tem o machistômetro disponível, é só vir buscar o seu. E lembrem-se, qualquer ato suspeito liguem para Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, pelo nº180 😘 . #janainarivamt #mt #naoenao #assedio #mulhernapolitica #sororidade #lutecomoumagarota #adeputadademt #umaportodasetodasporuma #carnaval2020 #carnavalsemassédio

Uma publicação compartilhada por Janaina Riva Fagundes (@janainariva) em

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Reis
    21 Fev 2020 às 07:03

    Senhora Janaína do número 7 em diante acredito eu que já seja qualificado como crime, pelo que diz na lei maria da penha abuso psicológico já é crime ou seja já é passível de ser denunciado a autoridades, desnecessária essa tabela de medida, foque em algo realmente efetivo, como o enrijecimento das leis pra quem comete tais crimes ou criação de alguma ferramenta de combate a violência contra a mulher.

  • olavo
    20 Fev 2020 às 21:32

    Essa parasita tá pra fazer isso? Vá pra China lavradora! Tá querendo aparecer! Vamos criar o LADRÔMETRO seu pai fica em primeiro e você em segundo!

  • Mulher ma
    20 Fev 2020 às 16:46

    Ridiculo essa medida inventada pela deputada. Afinal agressao e agressao Nao importa o nivel Isso e abominavel em querer medir o nivel do espancamento Deputada use o seu cargo pra coisa mais uteis. Porque essa politica de enfrentamento nao resolve em nada Acho que so piora para as mulheres.

  • Bolota
    20 Fev 2020 às 16:02

    Nossa deputada deveria ser estudada, profissional na arte de ludibriar, oportunista, adora levar vantagem da situação, a "boazinha".

  • o velho tapina na bunda perdeu sentido
    20 Fev 2020 às 15:49

    kkkkkkkk

  • Walter
    20 Fev 2020 às 15:13

    O que a Família dessa pessoa ferrou com o povo Mato-Grossense, essas sacanagens ai parecem brincadeiras de criança...

  • Tio Bento
    20 Fev 2020 às 15:06

    Aquela "passadinha de mãos sem autorização" pode sim configurar estupro de acordo com Código Penal. Se for feito por várias pessoas, o estupro é coletivo. Parabéns pela iniciativa e pelas orientações do vídeo. Sugiro que crie também o APROPRIOMETRO. Lema: não estuprem o Estado de Mato Grosso. Vamos concientizar os novos políticos que estão por vir, que aquela "passadinhas de mão" nos cofres do Estado sem autorização do povo" fere a dignidade da população, e causa traumas irreversíveis ao Estado. Mato Grosso hoje é um Estado com traumas, em razão de estupros coletivos, pois vários que tiveram no poder, "deram aquela passadinha de mãos" sem consentimento do povo.

  • Luiz Sá
    20 Fev 2020 às 14:46

    Projeto inútil de uma deputada parasita.

  • Joao
    20 Fev 2020 às 14:20

    Pegou material gráfico de outras pessoas, colocou a marca dela e distribui como santinho disfarçado usando dinheiro público. É, da pra ver que a fruta não cai longe do pé.

  • Chico Bento
    20 Fev 2020 às 13:07

    Como pode ser cabeça oca, incompetente, trivial. Já que ela inventou machistrômetro, para medir o machismo, eu inventei o projetômetro para ver quantos projetos ela já elaborou como deputada. Até agora no 6.º ano de mandato, zero!

Sitevip Internet