Olhar Direto

Sexta-feira, 10 de abril de 2020

Notícias / Cidades

Tesoureiro do PP é preso no Pantanal acusado de matar jovem de 24 anos

Da Redação - Max Aguiar

28 Fev 2020 - 10:30

Foto: Reprodução

Tesoureiro do PP é preso no Pantanal acusado de matar jovem de 24 anos
A Polícia Civil de Poconé (distante 103km de Cuiabá) prendeu, na quinta-feira (27), no Porto Jofre, região da divisa com Mato Grosso do Sul no Pantanal, o tesoureiro municipal do Partido Progressistas (PP), Wanderson Arian Fernandes e Silva, 27 anos. Ele estava foragido desde novembro por ter matado um rapaz de 24 anos.

Leia mais:
Câmera flagra momento que caminhonete atropela cinco pessoas; veja vídeo


O crime ocorreu no dia 23 de novembro do ano passado, quando Igor Cesar de Moraes e uma testemunha trafegavam pela cidade e se depararam com uma briga, onde conheciam os envolvidos. Igor desceu do carro e tentou separar o tumulto generalizado, quando se desentendeu com o suspeito, que atirou até derrubar o rapaz. Após a vítima cair, o suspeito voltou a atirar e fugiu em seguida.

A vítima foi socorrida ao hospital da cidade e depois encaminhada ao Pronto Socorro de Várzea Grande, onde faleceu.

A Delegacia de Poconé iniciou as diligências para apuração do crime o suspeito teve a prisão representada e, posteriormente, deferida pelo juiz da Comarca de Poconé. Após diligências, os policiais civis conseguiram localizar o suspeito em uma colônia de pescadores localizada ao final da rodovia Transpantaneira.

O suspeito foi encaminhado à delegacia e depois será apresentado em audiência de custódia da Justiça.

Wanderson Arian é tesoureiro do PP desde as eleições municipais de 2016. Segundo Jean Silva, presidente do Progressistas em Poconé, ele será afastado das fileiras do partido. O comunicado será enviado ainda hoje ao presidente da executiva estadual Neri Geller.

O delegado Ruy Guilherme Peral destaca o empenho da equipe da unidade policial as diligências para localizar o suspeito e dar cumprimento ao mandado de prisão. 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • curimbatá
    28 Fev 2020 às 13:27

    OPERAÇÃO JACARÉ DE PAPO-AMARELO

Sitevip Internet