Olhar Direto

Terça-feira, 01 de dezembro de 2020

Notícias / Cidades

Primeira-dama afirma que Cuiabá caminha a passos largos para se tornar 'Capital Nacional da Mulher'

Da Redação - Vinicius Mendes

08 Mar 2020 - 10:36

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Primeira-dama afirma que Cuiabá caminha a passos largos para se tornar 'Capital Nacional da Mulher'
A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, utilizou o dia da mulher para lembrar os avanços que Cuiabá teve nas políticas públicas para as cidadãs cuiabanas. Ela citou os programas sociais, mas também o fato de que em 2019 não foi registrado nenhum caso de feminicídio em Cuiabá. Ela ainda afirmou que a Secretaria Municipal da Mulher deve colaborar com o avanço nesta área e colocar Cuiabá como a Capital Nacional da Mulher.
 
Leia mais:
Servidora que venceu câncer agressivo dá exemplo de superação após sentir “o mundo desmoronar”
 
Márcia lembrou que desde 2017, quando a gestão Emanuel Pinheiro foi iniciada, os primeiros avanços nas políticas para as mulheres começaram. Ela citou a criação do programa Hora Estendida, que alterou os horários das creches municipais, facilitando a vida de mães solteiras que trabalham o dia todo.
 
“Em muitos casos, não conseguiam chegar na creche no horário para buscar seu filho e acarretavam assim problemas com o conselho tutelar. A simples reorganização administrativa do horário de trabalho dos servidores viria a proporcionar uma hora e meia a mais para essas mães buscarem seus filhos, mães essas que trabalham longe de suas casas, em casos até mais de 20 km distante e somado a toda rotina urbana (trânsito, ônibus e afins), não conseguiam chegar a tempo. Essa primeira conquista já demonstrava o desejo da transformação social para as nossas mulheres, principalmente àquelas menos favorecidas”.
 
A primeira-dama também citou o programa Qualifica Cuiabá 300 anos, que trouxe qualificação gratuita para a população em geral, mas ao fim da primeira edição constataram que a participação maciça foi das mulheres.
 
“Com mais de 80% das vagas ocupadas pelo público feminino, passamos olhar para o programa de outra forma, principalmente quando relacionado ao grave problema social da violência doméstica [...] nos levou a enxergar o programa como um mecanismo no combate à violência contra mulher, dado os números de quê 30% das vítimas de violência doméstica não denunciam por dependerem economicamente de seus cônjuges/companheiros”.

Márcia ainda disse que este programa, e esta visão que tiveram após verificarem os resultados, foi o estopim para a criação da rede única com diversas instituições e os três poderes em prol de ações conjuntas no combate à violência doméstica.
 
“Após chamar a atenção do judiciário, o Qualifica passou a contar com encaminhamento de órgãos de defesa da mulher como a Defensoria Pública e entre outros culminando em reuniões estratégicas que mais tarde resultaria na assinatura do Termo de Convênio com o Tribunal de Justiça estabelecendo da inédita e história Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra Mulher de Cuiabá”.
 
Ela ainda citou a reforma total da Nova Casa de amparo, onde são acolhidas mulheres vítimas de agressão. A primeira-dama contou que todas estas ações e políticas passarão a se concentrar na inédita Secretaria Municipal da Mulher, anunciada durante a assinatura do Termo de Convênio com o Tribunal de Justiça.
 
“Cuiabá será a oitava capital brasileira a possuir um órgão específico para o desenvolvimento de ações e proporcionará maior fomentação na implementação de novas políticas que visam a igualdade de gênero, a eliminação de qualquer forma de discriminação e violência doméstica”.
 
Além disso, a primeira-dama ainda lembrou que Cuiabá encerrou o ano de 2019 com nenhum caso de feminicídio registrado e com os índices de violência doméstica reduzidos.
 
“Assim como fala o nossa querida amiga e colega desembargadora Maria Erotides Kneip, queremos colocar Cuiabá como referência nacional nas políticas para as mulheres e estamos caminhando a passos largos para esse objetivo que com certeza em 2020 colocará Cuiabá como a Capital Nacional da Mulher”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet