Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de maio de 2020

Notícias / Política MT

Mendes diz que é cedo para adiar eleições municipais, mas projeta possibilidade

Da Redação - Arthur Santos da Silva

04 Abr 2020 - 07:45

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Mendes diz que é cedo para adiar eleições municipais, mas projeta possibilidade
Mauro Mendes (DEM) afirmou que não é o momento para se tomar a decisão de adiar as eleições municipais previstas para o mês de outubro. "Ainda é cedo para falar e tomar essa decisão", pregou o governador.

Leia também 
Com longas filas, vacina contra Influenza esgota na metade do dia em Cuiabá

 
​Apesar da cautela, o chefe do Poder Executivo sinalizou que a medida precisa ser levada em conta caso a pandemia do novo coronavírus dure por muitos meses. A afirmação foi exposta no Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real. 

"Se isso durar um pouco mais de tempo, e eu não quero aqui fazer previsão de quanto tempo vai durar essa pandemia em Mato Grosso e no Brasil, embora o ministro da Saúde, o qual quero declarar a minha real admiração, estou vendo que ele está fazendo um trabalho com muita competência e determinação, ele já fez um traçado de cenário. Essa confusão vai abril, vai maio, vai junho,  vai julho, vai agosto e lá por setembro que deve estar diminuindo. Então se isso realmente se confirmar, dificilmente nós teremos condições de entrar em um processo eleitoral", afirmou.
 
Mauro Mendes relembrou as críticas que sofreu quando pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o adiamento das eleições suplementares ao Senado, vaga deixada pela senadora cassada, Selma Arruda.
 
"Vamos tirar um pouco de sarro daqueles que criticaram. Quem criticou estava pensando no 'umbiguinho' dele. Estava pensando no interesse eleitoral dele e não enxergava aquilo que era óbvio. Para mim, 15 dias antes dessa decisão, era óbvio que essa pandemia iria chegar no Brasil", afirmou sobre o seu primeiro pedido.
 
Apesar do pedido de Mauro Mendes ter sido negado,  em momento posterior o próprio TSE reconheceu a necessidade de suspender a eleição suplementar.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • joao
    04 Abr 2020 às 14:25

    Poderia adiar a eleição municipal para daqui há 10 anos, prorrogando assim o mandato dos atuais prefeitos. E por outro lado diminuir o mandato do atual governador, ao invés de terminar em dezembro de 2022, terminaria em dezembro de 2020, e sem direito a candidatura à reeleição. Chega!!!

  • Léo
    04 Abr 2020 às 13:40

    Mas desde quando o Estado é responsável pelas eleições? Quer aparecer!!!

  • D cremilda
    04 Abr 2020 às 11:15

    Governador porfavor vamos trabalhar VC manda mais que prefeito libera os comércios O povo que tem que ter higiene

  • D cremilda
    04 Abr 2020 às 11:15

    Governador porfavor vamos trabalhar VC manda mais que prefeito libera os comércios O povo que tem que ter higiene

  • José da Silva
    04 Abr 2020 às 10:44

    Comédia, nem sabe sobre competência esse Governador. O TSE negou pq não compete ao governo do estado tal situação. Querendo se aparecer como sempre.

Sitevip Internet