Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Sete dias foi tempo suficiente para fazer um estrago no meu pulmão, diz Botelho sobre Covid-19

Da Redação - Érika Oliveira

15 Jul 2020 - 18:22

Foto: Reprodução

Sete dias foi tempo suficiente para fazer um estrago no meu pulmão, diz Botelho sobre Covid-19
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), gravou um novo vídeo relatando como têm sido seus dias desde que foi infectado pelo coronavírus. Ele está internado em São Paulo, com 50% do pulmão comprometido pela Covid-19. Segundo o parlamentar, a ida para outro Estado foi uma “escolha” para não utilizar um leito que poderia ser requisitado por pessoas em Mato Grosso que não têm condição de receber o mesmo tipo de tratamento. Na gravação, o democrata conta como o vírus avançou rapidamente em seu organismo.
 
Leia mais:
Botelho admite que subestimou a Covid-19 e informa que está 50% dos pulmões comprometidos
 
“Eu não previa sair de Cuiabá, muito menos ficar internado, eu entendia que a situação estava sob controle, mas o avanço [da doença] foi muito rápido, me pegou de surpresa. No último final de semana a situação se agravou muito, tive febres e calafrios muito fortes durante a noite, os analgésicos não resolviam e durante o dia, na segunda-feira, tive a informação que se continuasse evoluindo eu poderia precisar de um leito de UTI. 50% é um número bom para jogar na loteria, mas para jogar com a vida não”, disse o deputado.
 
Botelho está internado em um leito semi-intensivo, do Hospital Sírio-Libanês. “Com o sistema de saúde 100% colapsado em Mato Grosso, nós optamos por vir para São Paulo e, realmente, chegando aqui fui encaminhado direto para uma unidade semi-intensiva, onde ainda estou. Eu cometi alguns erros no início, porque fiz um primeiro teste que deu negativo e eu confiei plenamente no exame e entendi que não tinha Covid. Eu fiquei uma semana tratando como se fosse sinusite. Isso deu muita vantagem para o vírus, nessa corrida de quase 7 dias, que foi tempo suficiente para fazer um estrago no meu pulmão”, acrescentou o deputado.
 
Conforme já havia explicado o presidente da Assembleia Legislativa, os primeiros sinais da doença começaram a aparecer há cerca de uma semana. Botelho realiza exames periodicamente e o último deles, feito no dia 26 do mês passado, havia dado negativo. Por conta do diagnóstico equivocado, ele iniciou um tratamento para sinusite.
 
Dias depois, após realizar uma tomografia, Botelho recebeu o diagnóstico da Covid-19 e iniciou outro tratamento, desta vez com os remédios do chamado “Kit Covid”, entre eles a Azitromicina e a Ivermectina. Os remédios haviam sido prescritos pelo médico da Assembleia, Carlos Carretoni, que também está com Covid-19 e internado em São Paulo.
 
“Não tinha dificuldades para respirar, não sentia dor. Apenas o peso na cabeça. Isso seguiu até quinta-feira, quando acabou os cinco dias tomando o kit. Na sexta-feira, fiz uma tomografia e constatou o comprometimento do pulmão em torno 10%. De domingo para segunda-feira tive muita febre, calafrios. Tive que levantar a noite para tomar banho. A febre veio acima de 40º. Então fiz uma nova tomografia, que apontou mais de 50% de comprometimento [do pulmão]”, contou Botelho, que permanecerá internado por tempo inderteminado.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet