Olhar Direto

Notícias / Política MT

trabalho árduo contra a Covid-19

MT prevê 'escolta armada' de vacina e investimento milionário em redes de armazenamento

Da Redação - Max Aguiar

16 Jan 2021 - 15:02

Foto: Christiano Antonucci

MT prevê 'escolta armada' de vacina e investimento milionário em redes de armazenamento
Dentro do Plano de Imunização Estadual da Secretaria de Saúde de Mato Grosso, a pasta prevê utilizar R$ 2,2 milhões para reforma e ampliação das redes de frio central, espaço usado para acondicionar as vacinas em polos de todo o estado. 

Leia mais:
Plano de vacinação de MT terá quatro fases em oito grupos prioritários com 841.364 pessoas

Até o momento, as que estão construídas não são suficientes para alocar os imunizantes. De acordo com a Central Estadual, situda em Cuiabá, a maior rede de frio da capital está operando com capacidade para 88 mmetros cúbicos de armazenamento, sendo que com o aporte da vacina Covid-19 será necessário a ampliação para no mínimo 150 metros cúbicos.

O investimento para adequar a obra de Cuiabá será de R$ 1,2 milhão. As redes regionais que também vão receber aportes financeiros para readequação e ampliação das obras. Em Barra do Garças serão investidos mais R$ 300 mil, em Cáceres R$ 350 mil, Rondonópolis R$ 150 mil e Sinop R$ 200 mil. 

O plano prevê ainda a aquisição de 6,5 milhões de seringas intramuscular ao custo de R$ 2,8 milhões que serão distribuídas aos 141 municípios de Mato Grosso. Para o armazenamento das vacinas o Estado também terá que comprar câmaras de refrigeração e freezer para garantir um armazenamento adequado do imunizante. Para isso serão utilizados R$ 1,7 milhão.

No documento feito pelo estado ainda prevê que as redes de frio central e as regionais precisarão contar com segurança armada privada, porém para o período de recebimento, armazenamento e transporte será necessário a implementação de segurança nesses locais.

“Ressaltamos As redes de frio central e as regionais já contam com segurança armada privada, porém para esse período de recebimento, armazenamento e transporte será necessário a implementação de segurança a nesses locais. Ressaltamos que essa segurança deve ser prevista inclusive pelos municípios no recebimento da vacina”, diz trecho do documento. 

Ainda conforme detalhes do plano, o transporte desses imunobiológicos até as redes de frio regional e desta até ao município deve ser realizado com apoio da Polícia Militar na escolta dos veículos. “Essa articulação já está sendo realizada junto a Secretaria de Segurança Pública para cumprimento do cronograma de entrega dos imunos”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet