Olhar Direto

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Picante

Sem questionamento

Rondonópolis vai seguir decreto estadual, mas com restrição maior na taxa de ocupação

Da Redação

02 Mar 2021 - 11:15

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Sem questionamento
Enquanto na Capital Emanuel Pinheiro (MDB) dá sinais de não seguir o decreto do governador Mauro Mendes (DEM), que estabeleceu medidas restritivas ao funcionamento de atividades econômicas e o toque de recolher a partir das 21h, o prefeito de Rondonópolis (228 Km de Cuiabá), José Carlos do Pátio (Solidariedade), afirmou que irá seguir fielmente a decisão do Palácio Paiaguás. Dessa forma, ficam proibidas todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados e domingos a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia e telefone. Quanto as medidas que tratam da ocupação dos estabelecimentos, deve ser seguido o decreto do município, pois esse contém restrição maior. O Decreto Municipal 9.938 determina que os estabelecimentos comerciais permitam a ocupação de até 30% da capacidade máxima dos locais. Após 8 de março, as medidas restritivas constantes no decreto estadual devem ser seguidas integralmente.

Mais Picantes

Sitevip Internet