Olhar Direto

Domingo, 23 de janeiro de 2022

Notícias | Política MT

DESESPERO

Prefeita relata pessoas agonizando por falta de UTIs e pede que população fique em casa: “pelo amor de Deus”

Foto: Reprodução

Prefeita relata pessoas agonizando por falta de UTIs e pede que população fique em casa: “pelo amor de Deus”
Em mais um apelo, a prefeita de Cáceres, Eliene Liberato (PSB), implorou que a população colabore com a prefeitura, seguindo as medidas estabelecidas em decreto municipal, usando máscara e ficando em isolamento o máximo possível. Em vídeo publicado nesta quinta-feira (19) em suas redes sociais, a gestora se emocionou e fez breve relato sobre o que viu nos dias em que o marido esteve internado por conta da Covid-19.

Leia também:
Mauro e outros 12 governadores pedem a Bolsonaro compra imediata de medicamentos para intubação

Cáceres, conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), é um dos 22 municípios de Mato Grosso classificação de risco muito alta para o coronavírus.

“Vi dezenas de pessoas agonizando, esperando para ser atendida, em uma unidade que atende apenas convênios particulares. Pessoas com recursos na mão e não tinha uma UTI. Peço a você que, pelo amor de Deus, se cuide. Durante todos esses dias que estive acompanhando meu esposo, foi terrível, ver pessoas tentando respirar e não conseguindo”.

Nesta quinta, a prefeito publicou novo decreto com medidas restritivas. Seguindo as medidas estabelecidas pelo governo estadual, Eliene estipulou que as atividades, de segunda a sexta, devem funcionar entre 5h e 19h. Aos sábados, somente no período de 05h até 12h. Nos domingos fica proibido o funcionamento de qualquer estabelecimento.

Além disso, proibiu a venda de bebida alcoólica nas conveniências, restaurantes, lanchonetes e congêneres, localizadas em postos de combustíveis.

Excepcionalmente, as atividades ligadas ao comércio de gêneros alimentícios poderão funcionar aos sábados até as 19h, ficando vedado o consumo de bebidas alcoólicas no local.

Para a prefeito, as restrições são necessárias para controlar o vírus e garantir atendimento a todos que precisarem de atendimento médico. “Nossos dados são assustadores, temos 9 pessoas na fila de espera da UTI, sendo 4 intubadas. Não gostaria nunca que você precise ir para uma UTI ou unidade pedir socorro. São 15 dias que eu tenho certeza que, se cada um fizer esse isolamento, a gente irá evitar que muitas vidas sejam perdidas”.

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet