Olhar Direto

Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

Notícias | Política BR

CPI DA PANDEMIA

Fávaro garante que não há desgaste com governadores: “quem faz certo não tem o que temer”

Foto: Olhar Direto

Fávaro garante que não há desgaste com governadores: “quem faz certo não tem o que temer”
Primeiro senador de Mato Grosso a assinar requerimento para a abertura de uma CPI da Pandemia para investigar governadores e prefeitos, Carlos Fávaro (PSD) afirmou que a proposta articulada pela base governista não trouxe desgastes com gestores estaduais e municipais, já que há o entendimento de que quem deve não teme.

Leia também:
Deputados aprovam lei que torna educação essencial e condicionam retorno das aulas à vacinação

“Me apresente um governador ou prefeito que tenha receio de ser investigado. Não acredito nisso. Conversei bastante com o governador Mauro Mendes que me garantiu ter feito tudo dentro da licitude. Quem faz as coisas certas não tem o que temer”, disse.

A CPI que contou com o apoio de Fávaro e dos senadores Wellington Fagundes (PL) e Jayme Campos (DEM) foi proposta pelo senador Eduardo Girão (Podemos).

As assinaturas foram dadas após decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a instalação da comissão proposta pelo oposicionista Randolfe Rodrigues (Rede-AP) com o objetivo de apurar as ações e omissões do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Como não é competência do Senado investigar a conduta de governadores e prefeitos, o presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG) unificou as duas propostas em uma única CPI, desde que a investigação de estados e municípios fique limitada somente “à fiscalização dos recursos da União repassados aos demais entes federados para as ações de prevenção e combate à pandemia da Covid-19”.

Fávaro reforça que o momento é de unir esforços para resolver a crise causada pela Covid-19 e que tal decisão acabou sendo uma intromissão do Supremo.

“Não era o momento propício para fazer CPI. Todos os esforços dos Poderes deveriam ser para superar os desafios da pandemia. Pode se contestar decisão judicial, mas é preciso cumprir. Ao cumprir, para evitarmos a politização somente de um lado, achei por bem assinar para que possa, no âmbito dessa CPI instalada, investigar os repasses do governo federal, sem usurpar a autonomia das Assembleia Legislativas e Câmaras Municipais”, completou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet