Olhar Direto

Sábado, 24 de julho de 2021

Notícias | Cidades

Com RG falso

Integrante de lista de criminosos mais procurados de Minas Gerais é preso em cidade de MT

Integrante de lista de criminosos mais procurados de Minas Gerais é preso em cidade de MT
Integrante de lista dos 21 criminosos mais procurados do estado de Minas Gerais foi preso na tarde desta quinta-feira (13) na BR-070, no município de Cáceres (219 km de Cuiabá). A ação ocorreu durante abordagem de rotina da Polícia Rodoviária Federal, que abordou o veículo do suspeito, um Toyota Hilux CD, de cor preta, com placas de Uberlândia (MG). Ele apresentava um documento de identidade falsa durante a interpelação, mas foi descoberto com o apoio da Delegacia de Polícia Civil de Poconé.

Leia também:
“Ele não era um bandido, não justifica nada disso”, diz pai de educador físico assassinado

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro estava ocupado por dois homens e uma mulher, que informaram estar vindo dos estados de Minas Gerais e Goiás, com destino a Pontes e Lacerda (443 km de Cuiabá). Aos militares disseram ainda que iriam vender um veículo para um rapaz não conhecido. 

Durante o depoimento, os suspeitos apresentaram histórias contraditórias, quando, então, os policiais decidiram fazer uma checagem minuciosa. Por suspeitarem da documentação apresentada pelo passageiro, foi feito contato com a Delegacia de Polícia Civil de Poconé, para conferência da carteira de identidade deste estado. Na sequência, foi confirmada a fraude do documento, momento em que o suspeito confessou ter adquirido o RG falso em Cuiabá. 

Frente a falsa identificação, posteriormente, na Delegacia de Polícia Federal a sua verdadeira identidade foi comprovada. Junto ao sistema ainda foram localizados dois mandados de prisão em seu desfavor. Sendo ainda seu nome localizado na lista dos 21 mais procurados no estado de Minas Gerais e apontado como um dos chefes do tráfico de drogas de Patos de Minas/MG. 

Diante dos fatos, o foragido foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Cáceres e o casal foi enquadrado como testemunha, sendo estes apresentados à disposição da autoridade policial.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet