Olhar Direto

Sábado, 24 de julho de 2021

Notícias | Cidades

plano apresentado

Governo do Estado confirma retorno das aulas em sistema híbrido dia 7 de junho

20 Mai 2021 - 17:10

Da Redação - Fabiana Mendes / Da Reportagem Local - Vinicius Mendes

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Governo do Estado confirma retorno das aulas em sistema híbrido dia 7 de junho
A Secretaria do Estado de Educação (Seduc) apresentou o plano de voltas às aulas e confirmou o retorno para o dia 7 de junho em sistema híbrido, metodologia de ensino que combina atividades remota e presencial. O anúncio foi feito na tarde quinta-feira (20), após reunião com o Fórum Estadual de Educação, Conselho Estadual de Educação, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, seção Mato Grosso (Undime-MT), Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Ministério Público e Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Leia também:
Seduc apresenta plano de volta às aulas nesta quinta-feira

A primeira semana de acolhimento acontece entre 31 de maio e 4 de junho, quando os alunos irão estudar em dias intercalados. No dia 7 de junho, porém, as aulas retornam de forma oficial em um revezamento semanal entre grupos destinados como A e B, por exemplo.

Os professores que são do grupo de risco, um total de 832, só devem voltar as salas após serem imunizados com duas doses da vacina contra Covid-19. Nesta semana, o Governo do Estado conseguiu autorização para que os profissionais da educação sejam vacinados logo após os da segurança pública.

A Seduc também explicou que quem apresentar sintomas ou testar positivo para a doença continua em atividade remota até liberação médica. Além disso, quem tiver contato com qualquer pessoa infectada pela Covid-19 ou com suspeita, bem como as pessoas assintomáticas, permanece em sua residência. 

De acordo com o secretário de Educação Alan Porto serão feitas avaliações constantes sobre a situação da pandemia no Estado, e será analisado o risco de manutenção das aulas. Ele afirmou que não será feita testagem periódica, mas existem protocolos caso surjam casos suspeitos.
 
“O que a ciência tem mostrado para nós é que a escola é um ambiente seguro, é um ambiente controlado, respeitando todos os protocolos de biossegurança, e é como falei, as escolas receberam recursos para fazer toda a parte de infraestrutura, toda a parte de compra de materiais como máscaras, álcool em gel, todo o material de sanitização, todo o material de limpeza para cumprir todos os protocolos [...] precisamos dar um passo adiante, as atividades estão aí, shoppings, restaurantes e escolas particulares já funcionando”.

O retorno para as atividades presenciais não é obrigatório. Caso os pais não concordem, devem assinar um termo de responsabilidade se comprometendo que o filho irá assistir as aulas e fazer atividades.

A rede estadual de educação conta com 31 mil servidores e 731 escolas. Deste total, houve registro de 2987 casos suspeitos, 2902 confirmados e 72 óbitos.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet