Olhar Direto

Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

lei desobriga uso

Homem com deficiência é retirado de forma violenta de ônibus por não usar máscara; veja vídeos

Foto: Reprodução

Homem com deficiência é retirado de forma violenta de ônibus por não usar máscara;  veja vídeos
Imagens gravadas por populares mostram um homem, que seria portador de doença mental, sendo arrastado de dentro de um ônibus intermunicipal da empresa Verde Transportes por não estar usando máscara, na rodoviária de Sinop (447 quilômetros de Cuiabá). Vale lembrar que lei federal isenta pessoas com autismo e deficiências do uso, que é considerado de suma importância para evitar a propagação da Covid-19.

Leia mais:
Mato-grossense é sequestrado, espancado e demora a conseguir ajuda ao ser confundido com Lázaro em MS; vídeo

No vídeo, feito por um popular, é possível ver o homem - identificado apenas como Jadilson - sendo arrastado com bastante brutalidade por um homem e um segurança de dentro do ônibus.  

Informações preliminares apontam que a vítima é bastante conhecida na cidade e estava indo com sua mãe para Cuiabá, onde ela faria uma cirurgia. 

O rapaz entrou no veículo e não queria colocar a máscara. Sendo assim, foi retirado à força de dentro do veículo de transporte.

Como faria a cirurgia, a mãe seguiu viagem e pediu para um tio dele pegá-lo no terminal. Ela só ficou sabendo do ocorrido quando chegou a Cuiabá e viu as imagens. 

A Lei Nacional (Nº 14.019/20) tornou obrigatório o uso de máscaras de proteção facial em espaços públicos e privados acessíveis ao público. Porém, pessoas com transtorno do espectro autista ou com qualquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado da máscara de proteção facial estão dispensadas do uso, assim como crianças com menos de três anos.

A Verde Transportes se manifestou sobre o ocorrido. Veja nota na íntegra:

A empresa VERDE TRANSPORTES LTDA vem a público se pronunciar, oficialmente, acerca do vídeo gravado no dia 21.07.2021, no terminal rodoviário da cidade de Sinop-MT, que registrou uma pessoa com deficiência sendo arrastada pelo chão do terminal por um civil e, ainda, por um motorista uniformizado com uma camisa azul.
 
De início, a empresa reitera que repudia as agressões registradas pelos vídeos veiculados e que preza pelo máximo respeito aos seus passageiros e, inclusive, às pessoas com deficiência, razão pela qual já tomou as medidas cabíveis para fins de colaboração com as autoridades policiais e identificação dos responsáveis pelo ocorrido.

O fato ocorrido e apurado até o presente momento foi que o passageiro, vítima das agressões, foi devidamente embarcado pelo motorista da empresa de forma prioritária e se acomodou no interior do veículo. Porém, enquanto o motorista realizava o embarque dos demais passageiros, se iniciou um tumulto no interior do ônibus, que resultou na retirada do passageiro para a plataforma de embarque, pelo terceiro de camiseta branca, ainda não identificado.

Não bastasse, após a retirada, um terceiro, uniformizado com uma camisa social azul, já identificado como sendo motorista de uma empresa concorrente da VERDE TRANSPORTES, deu continuidade as agressões e arrastou a vítima pelo chão do terminal rodoviário.

Reitera-se que os funcionários ou prepostos da VERDE em nada concorreram para a ocorrência dos fatos.
Da mesma forma, ratifica-se que o motorista da VERDE TRANSPORTES, devidamente identificado ao fundo do vídeo, vestindo uma camisa branca, não teve nenhuma participação nos lamentáveis fatos registrados.

Importante esclarecer, ainda, que além de não estar envolvida com o ocorrido, a empresa teve seu veículo danificado durante o tumulto e, assim sendo, comunicou os fatos para as autoridades cometentes e se colocou à disposição da autoridade policial local para cooperar com a identificação dos responsáveis pelas agressões.

Por fim, prestamos nossa solidariedade ao passageiro vítima das agressões e nos colocamos à disposição da família e dos órgãos de representação das pessoas com deficiência para que os danos sejam reparados e os responsáveis sejam identificados.









Atualizada às 15h14
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet