Olhar Direto

Segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

FILA DOS OSSINHOS

Secretária lista ações para atender famílias em vulnerabilidade social e nega fazer assistencialismo

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Secretária lista ações para atender famílias em vulnerabilidade social e nega fazer assistencialismo
A secretária de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira, rebateu o questionamento do governador Mauro Mendes (DEM), sobre quais as ações da Prefeitura de Cuiabá para socorrer famílias em situação de extrema pobreza, que buscam doações de ossinhos em açougue no bairro CPA II. Por meio de nota, a gestora elenca uma série de medidas adotadas durante a pandemia e garante que a Pasta não foca no assistencialismo.

Leia também:
Governador volta a lamentar aumento da busca por doação de ossinhos em Cuiabá e questiona o que prefeitura está fazendo

Na manhã desta segunda-feira (26), quando questionado sobre a repercussão nacional do fato de centenas de pessoas que se enfileiram na porta do empreendimento em busca de ossos de vaca, o governador afirmou que o estado, mesmo não sendo responsável pela assistência social do município, tem feito uma série de ações para ajudar os municípios. Por fim, questionou o que a prefeitura estaria fazendo para solucionar tal situação.

Em resposta, a secretária reiterou que ações voltadas à população em situação de vulnerabilidade social recebem atenção diferenciada da prefeitura. A nota ainda afirma que a fala de Mauro é infeliz e demonstra falta de sensibilidade, diálogo e respeitos aos servidores.

“Lamento que mais uma vez os profissionais que desempenham a honrosa função de desenvolvimento da política de assistência social para administração pública em Cuiabá e, não o assistencialismo, tenham o desempenho de suas atividades preteridas por parte do governador do Estado”, diz trecho da nota.

Conforme a secretaria, em 2020, durante a pandemia, o município foi pioneiro e instituiu o programa Renda Solidária, que pagou por três meses auxílio de R$ 500 a feirantes em geral; carroceiros; catadores de recicláveis; ambulantes e profissionais do transporte escolar.

Hellen ainda ressalta que a Pasta mantém o projeto ‘Quero te Conhecer’, que consiste na abordagem da população em situação de rua, para sensibilização e reconhecimento da importância do acolhimento em uma das quatro unidades do município ou até mesmo, contribuir para que essas pessoas retornem às cidades de origem.

“O município conta ainda com 14 unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) que oferecem diversos programas de fortalecimento de vínculos, bem como o cadastramento de famílias possibilitando o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e ao programa Bolsa Família (por meio do CadÚnico)”, destacou.

A secretaria também pontua que só no ano de 2020, o município realizou a entrega de 8.184 cestas (cestas básicas, caixas de leite e kits de natalidade) para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade. Já no ano de 2021 foram 5.742 cestas e ainda 6.576 caixas de leite e 59 kits de natalidade (para atendimento a recém-nascidos).

Cuiabá possui 17.115 beneficiários do BPC, que atende a idosos e deficientes. Outras 24.167 pessoas são atendidas pelo Bolsa Família (CadÚnico).
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet