Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias | Meio Ambiente

Dia Nacional da Fauna

Sinop Energia celebra resultados de sistema de monitoramento na preservação de animais da Floresta Amazônica

Foto: Sinop Energia/Sistema de Monitoramento

Sinop Energia celebra resultados de sistema de monitoramento na preservação de animais da Floresta Amazônica
No Dia Nacional de Defesa da Fauna, que é celebrado nesta quarta-feira (22), a Sinop Energia comemora os resultados alcançados pelo programa de monitoramento constante da fauna terrestre no entorno do reservatório da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop. Tatu-canastra, cachorro do mato, veado da Amazônia, jaguatirica, gavião pega-macaco e as raríssimas onças preta e parda são alguns dos flagrantes feitos pela companhia.

Leia também:
Em busca da preservação, Sinop Energia já plantou mais de 150 mil mudas em Mato Grosso

De acordo com a empresa, a ação tem o objetivo de acompanhar e identificar o habitat de cada espécie típica da Floresta Amazônica e, para isso, biólogos utilizam câmeras sensíveis ao movimento para conhecimento e preservação dos animais. 

“O monitoramento tem como objetivo avaliar a fauna na área de influência direta da usina hidrelétrica e verificar quais áreas formam o que chamamos de ‘corredores de fauna’. Assim, minimizamos eventuais interferências e alterações que possam afetar os padrões ecológicos do espaço”, explica o Coordenador de Meio Biótico da UHE Sinop, Paulo Sado. 

“Os locais de observação contemplam todos os tipos de vegetação local - pasto, cerrado, mata de transição e Floresta Amazônica. Essa diversidade é refletida nas espécies encontradas e já registradas”, complementa.

Infraestrutura do sistema de monitoramento

No total, foram instaladas 32 câmeras em oito módulos de amostragem. Cada módulo possui um transecto de aproximadamente 5 km de extensão e estão localizados nas margens do reservatório. Além dos flagrantes de espécies raras, os resultados da observação permitem a adequação da sinalização dos acessos à UHE Sinop, evitando atropelamentos à fauna, e auxiliam na segurança dos funcionários, alertando para a restrição de trânsito pedestre nos locais.  

O trabalho de monitoramento é realizado há sete anos, sob a coordenação de biólogos responsáveis pela definição dos pontos exatos de instalação dos equipamentos, obtenção das imagens, análise e consolidação dos resultados.

De 2014 a 2018, essa atividade foi desempenhada em parceria com Pesquisadores da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), através de um Convênio de Cooperação. Desde o início da operação do empreendimento, em 2019, os procedimentos estão a cargo da empresa Biota Projetos e Consultoria Ambiental, especializada em atividades desta natureza.

Os monitoramentos são trimestrais e resultam em relatórios com dados enviados a cada seis meses para a Secretaria de Meio Ambiente do estado do Mato Grosso (SEMA-MT) junto com parte do material coletado. O restante do material permanece nos arquivos da empresa. Segundo Sado, além dos relatos à SEMA, os relatórios podem ser acessados por estudantes e pesquisadores a partir de solicitação à companhia. Em breve, todo material poderá dar origem a um guia sobre a fauna local. 

“A Sinop Energia já manifestou interesse em catalogar e reunir as imagens e os resultados das observações em um guia constando todas as espécies registradas e os detalhes de cada uma. Entendemos que o material é importante ferramenta para contribuir com o universo acadêmico e com a preservação da fauna local”, afirmou.  

A Sinop Energia

A Sinop Energia é responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop. A empresa é uma sociedade de propósito específico formada pelos acionistas EDF Norte Fluminense (51%), Eletronorte (24,5%) e Chesf (24,5%). Com capacidade instalada de 401,88 MW e localizado no rio Teles Pires, o empreendimento gera energia limpa e renovável para metade do estado de Mato Grosso.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet