Olhar Direto

Sábado, 04 de dezembro de 2021

Notícias | Cidades

Busca por modelo ideal

Águas Cuiabá reconhece necessidade de melhorias em reasfaltamento e passa a monitorar vias após obras

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Águas Cuiabá reconhece necessidade de melhorias em reasfaltamento e passa a monitorar vias após obras
A Águas Cuiabá reconheceu a necessidade de melhorias no reasfaltamento realizada nas vias de Cuiabá após obras necessárias para manutenção ou implantação de redes de esgoto. Segundo a concessionária, novos materiais estão sendo estudados para que se encontre o modelo ideal para o município. Porém, a empresa lembra que bons resultados começaram a ser vistos a partir deste ano. Um monitoramento será feito pós-intervenções, para que se algum problema seja detectado, ele seja sanado antes mesmo das reclamações da população.

Leia mais:
"Vou resumir em uma palavra, caos”: moradores de edifício denunciam serviços prestados pela Águas Cuiabá
 
O diretor operacional da Águas Cuiabá, André Silva, disse em entrevista ao Olhar Direto que existem 2.700 km de rede pela cidade, sendo 1.100 km são de coletoras. Entre este montante, estão somadas as novas e antigas, sendo que rompimentos acontecem quase que diariamente.
 
“Sendo assim, precisamos escavar, acessar a rede, fazer a manutenção e depois recompor. Nestes casos, são pedaços de asfalto menores. No início do ano, detectamos a necessidade de melhoria de alguns procedimentos. Mudamos estratégias, muita coisa. Se você olhar pela cidade, as manutenções deste ano têm uma qualidade maior”, pontou.
 
Conforme o diretor, foram alteradas partes da base e também a metodologia de execução. Ele ainda lembra que existem pontos que estão ultrapassados e que estão sendo corrigidos.
 
André argumenta que ainda existem as obras maiores, que são chamadas de lineares. “Nela, a metodologia é um pouco diferente. A gente acessa o fundo da vala, assenta a tubulação, faz a proteção nela, depois o reaterro e prepara a base para a recompactação. Como é linear, dificilmente – e isto é no mundo inteiro – você atinge o mesmo graude de compactação do solo que já está lá”.
 
“Em alguns pontos, encontramos recalques que precisamos voltar e refazer. Estamos testando outros tipos de materiais para encontrar um modelo ideal e que gere menos impacto. É impossível zerar, mas vamos melhorar”, completou o diretor.
 
Outro procedimento que passou a ser adotado pela empresa é o monitoramento do local em que são feitas intervenções. “Executamos uma rede, e passamos a monitorá-la. Uma vez detectado qualquer tipo de recalque, antes que a população perceba a gente refaz. Estamos atentos a isto. Sabemos que qualquer obra de saneamento que precisa abrir via, vai gerar transtorno. Seja ela de transito ou técnico de execução. O que estamos fazendo é melhorar nossa comunicação para avisar a população com antecedência e encontrar técnicas novas para impactar o mínimo possível”.
 
Um dos pontos que recebeu atenção da concessionária foi a R. Estevão de Mendonça, onde foi realizada uma grande obra para implantação de rede de esgoto. Após a intervenção, o asfalto ficou bastante deteriorado e com vários cortes. Porém, tudo foi refeito e agora a via conta com melhor qualidade e nova sinalização feita pela Prefeitura de Cuiabá.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet