Olhar Direto

Sábado, 04 de dezembro de 2021

Notícias | Política BR

CONVITE FORMALIZADO

Wellington dá como certo Bolsonaro filiado ao PL: ‘martelo está batido, o prego está fincado, só falta virar a ponta’

25 Out 2021 - 16:51

Da Redação - Airton Marques / Do Local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Wellington dá como certo Bolsonaro filiado ao PL: ‘martelo está batido, o prego está fincado, só falta virar a ponta’
O senador Wellington Fagundes dá como certa a chegada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao PL. De acordo com o presidente regional da sigla, o convite foi oficializado nesta segunda-feira (26) e falta apenas o capitão da reserva assinar a ficha de filiação.

Leia também:
Mauro lamenta ‘vergonha’ que Cuiabá passou com afastamento de prefeito e está aberto a diálogo com Stopa

Wellington foi um dos que articularam a filiação de Bolsonaro. Na semana passada, chegou a realizar um jantar em seu apartamento em Brasília (DF), onde recebeu as lideranças do PL, como o presidente nacional, Valdemar Costa Neto, e a deputada federal Bia Kicis.

O martelo está batido, o prego está fincado, só falta virar a ponta. Virar a ponta é assinar a ficha

“O que posso dizer hoje é que já temos o convite oficial. Na sexta tivemos uma conversa avançada e hoje fizemos o convite oficial ao presidente, que já sinalizou sua filiação ao PL, para construir um grande partido. O martelo está batido, o prego está fincado, só falta virar a ponta. Virar a ponta é assinar a ficha. Está bem consolidado e vamos trabalhar para construir um grande partido”, afirmou.

Wellington ressaltou que o convite de filiação ao PL foi feito não só ao presidente, mas também aos seus filhos (Flávio Bolsonaro, Carlos Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro) e aos mandatários bolsonaristas.

A meta, conforme o senador, é fazer com que o PL seja o maior partido do país. “Temos 43 deputados na Câmara (o 4º partido) e quatro senadores. Com certeza, com a vinda do presidente nós haveremos de ser o partido mais forte na Câmara e queremos consolidar isso na próxima campanha”.

O chefe do Executivo está sem partido desde novembro de 2019, quando deixou o PSL, por disputas pelo comando da legenda. Tentou emplacar a criação do Aliança pelo Brasil, sigla que ainda está em processo de reunião de assinaturas de apoiadores para homologação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Concorrência

Nos bastidores, apesar de os membros do PL darem como certa a filiação, Bolsonaro ainda conversa com outros dois partidos: PP e PTB.

Wellingto, no entanto, defende seu grupo. Disse que o PL sempre foi um partido de centro, que defende a estabilidade. “Sempre tivemos diálogos com todos, com responsabilidade, buscando dar sustentação para se ter governabilidade. O país precisa de estabilidade e nós queremos dar condições para que o presidente faça um bom mandato. Ele filiando ao PL, vamos buscar a sua reeleição, assim como de todos os filiados ao partido”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet