Olhar Direto

Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Notícias | Política MT

CONVICÇÕES

Medeiros recusa filiação no PL e aguarda apoio de Bolsonaro em 2022 mesmo com presidente no partido de Wellington

Foto: Reprodução

Medeiros recusa filiação no PL e aguarda apoio de Bolsonaro em 2022 mesmo com presidente no partido de Wellington
O deputado federal José Medeiros (Podemos) confirmou que continuará com o projeto de ser candidato ao Senado em 2022, mas descartou acompanhar o presidente da República, Jair Bolsonaro, e se filiar ao PL. Apesar de ter recebido convite, Medeiros disse que continua bolsonarista, mas recusou a migração. 

Leia mais:
Câmara aprova reordenamento de escola estadual para gestão municipal de Várzea Grande

"Vou ao Senado, mas para o PL não. Se o Moro for à Presidência, provavelmente o partido vai pedir para eu procurar outro partido, porque eu continuo [com o] Bolsonaro”, disse o deputado, que já foi senador por Mato Grosso, quando foi eleito suplente de Pedro Taques e herdou a cadeira quando o titular que se afastou do cargo para assumir o Governo do Estado. 

A dificuldade de Medeiros na próxima eleição é conseguir o apoio total do presidente para sua campanha, tendo em vista que em Mato Grosso Bolsonaro deve apoiar a reeleição do atual senador Wellington Fagundes (PL), caso ele não saia candidato ao Governo. 

Apesar de se considerar "queridinho" do presidente, na eleição de 2020 Medeiros viu Bolsonaro apoiar Coronel Fernanda para o Senado em Mato Grosso, na eleição suplementar. Medeiros não fala em insatisfação e ainda trabalha com a possibilidade de que dessa vez o presidente estenderá a mão ao seu projeto político. 

Enquanto a janela partidária não abrir, Medeiros continua no Podemos e ouvindo convites de diversos partidos, inclusive do Patriotas, que se não se unir ao PL na eleição do ano que vem e pretende lançar um candidato ao Governo e outro ao Senado.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet