Olhar Direto

Sexta-feira, 27 de maio de 2022

Notícias | Cidades

portal do pantanal

Cheia de histórias e personagens ilustres para Mato Grosso, Poconé completa 241 anos

Foto: Rogério Floretino/Olhar Direto

Paisagem pantaneira em Poconé, que completa 241 nesta sexta-feira

Paisagem pantaneira em Poconé, que completa 241 nesta sexta-feira

Conhecida como portal do Pantanal, a cidade do Poconé completa 241 anos nesta sexta-feira (21). A origem do município remete ao militar e administrador colonial português Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, que descobriu ouro na região por volta de 1777. 

Lei mais: 
Livro conta a história de poconeanos ilustres e da origem da cidade

Segundo o fazendeiro Francisco Campos, de família tradicional de Poconé, a cidade nasceu de uma pequena fazenda de gado nas terras de Francisco de Paula Corrêa. Povoado que mais tarde levou o nome de Beri-Poconé, em homenagem a indígenas dessa etnia que viviam na região. Em sua data de fundação oficial, no entanto, Poconé levou o nome de São Pedro del Rey, em 1781. No início do século XIX, passou a se chamar Nossa Senhora do Rosário de Poconé.

Francisco é autor do livro “Filhos Ilustres de Poconé – Ontem e Hoje síntese biográfica”, que conta a história de personagens poconeanos como José Alves Ribeiro, que esteve com Dom Pedro I nas margens do Ipiranga em 1822, quando decretou a separação do Brasil de Portugal.

Outro poconeano conhecido nacionalmente, nos tempos do Império, foi de Manoel Esperidião da Costa Marques, que além de auxiliar na redação da Lei Áurea, teria mantido um romance com a princesa Isabel. Poconé também é terra de origem de Manoel Alves Ribeiro, político mato-grossense que ajudou a organizar a Rusga, uma revolta armada que assassinou dezenas de portugueses e simpatizantes de portugueses acusados de conspirarem contra o Brasil. 

Mulheres ilustres também nasceram em Poconé. A principal delas foi Doninha do Tanque, importante liderança política e religiosa que nos anos 1930. Doninha foi responsável por liderar uma revolta política, ao estilo de Canudos, quando o presidente Getúlio Vargas realizou intervenção no estado. 

"Hoje estamos em festa nossa querida Poconé, que comemora radiante seus 241 anos de história! De uma simples fazenda de gado nas terras de Francisco de Paula Corrêa, passou em seguida para povoado de Beri-Poconé e logo depois para  Arrayal de Beri-Pocone, e na fundação em 1781 para São Pedro del Rey e no início do século dezenove Nossa Senhora do Rosário de Pocone, hoje simplesmente Pocone!", afirmou Francisco Campos.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet