Olhar Direto

Terça-feira, 17 de maio de 2022

Notícias | Cidades

recomeço

Jovem salvo de afogamento decide adotar a mesma profissão de PM que o resgatou

Foto: Reprodução

Jovem salvo de afogamento decide adotar a mesma profissão de PM que o resgatou
Em uma tarde de domingo, no mês de setembro de 2012, em um balneário na cidade de Aragarças (GO), o destino de duas pessoas foi colocado à prova e um resgate aquático de alto risco mudou para sempre a vida de dois homens, que atualmente fazem parte da corporação da Polícia Militar de Mato Grosso.   

Leia também:
Menino de dois anos morre eletrocutado em MT

Cabo Victor Vinicius Carvalho Paz, que atua no Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Metropolitanas (Rotam), relata que estava com sua família, em um balneário termal, quando notou uma movimentação e identificou que um homem estava se afogando no meio do rio. 

“Quando entrei no rio, tinha uma outra pessoa saindo e disse que não deu conta [de socorrer a vítima] porque o rapaz puxou ela e ela se apavorou. Eu continuei indo e quando estava me aproximando dele, comecei a falar ‘só vamos sair dessa se você também me ajudar”, conta o policial. 

O cabo explica que no ano de 2011 havia feito um curso de capacitação na Rotam, em parceria com o Corpo de Bombeiros, que ensinava técnicas para salvamento aquático. O policial afirma que sua meta era não fazer parte de uma triste estatística de que 90% das pessoas que tentam salvar alguém de um afogamento, acabam se afogando junto. 

“Lembro que fiz uma manobra e coloquei a cabeça dele pra cima, mas estávamos num rebojo (remoinho que leva para o fundo do rio). Eu insisti, começamos a sair do rebojo e descer o rio. [...] Eu nadava com a cabeça submersa com muito cuidado. Em um momento fiquei exausto, não conseguia nadar e apenas segurava ele e procurava o fundo do rio”, declara o policial sobre os momentos mais tensos do resgate. 

A vítima do afogamento recebeu todos os procedimentos médicos necessários e se recuperou bem do ocorrido. A gratidão que ele sentiu em ser salvo por um policial militar o motivou a querer fazer parte da corporação. O nome do rapaz salvo pelo Cabo Paz é Fernando Edio Pereira da Silva. Eles se conheciam, mas não tinha amizade.

Emocionado e grato por ter sido salvo, Fernando decidiu entrar para a Polícia Militar de Mato Grosso. Hoje, o soldado Edio integra a equipe da PM, na cidade de Serra Nova Dourada. 
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet