Olhar Direto

Sábado, 24 de fevereiro de 2024

Notícias | Política MT

criticou STF

Galvan diz que não sabe de envio de tratores, mas participará de 7 de setembro em Brasília

Foto: Assessoria de imprensa

Galvan diz que não sabe de envio de tratores, mas participará de 7 de setembro em Brasília
O candidato ao Senado Federal Antônio Galvan, presidente licenciado da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), afirmou que ainda não tem informações sobre o envio de tratores, por parte do ‘Movimento Brasil Verde e Amarelo’ para os atos do presidente Jair Bolsonaro (PL) no próximo 7 de setembro. Ele afirmou que irá a Brasília somente por um dia, porque tem se dedicado mais à sua campanha neste momento.

Leia também:
Galvan chama MST de ‘quadrilha’ e diz que fala de Lula foi “afronta” a verdadeiros produtores de orgânicos

Em agosto de 2021, Galvan foi alvo de operação da Polícia Federal. A PF cumpriu busca e apreensão, após mandado expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em sua casa para apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes.

Segundo o candidato, este foi “mais um abuso” do STF contra um apoiador de Bolsonaro. Ele citou outros casos, como o dos empresários que compunham um grupo de WhatsApp, e o de Daniel Silveira. “Nota-se a todo momento que tentam inibir quem defende nosso presidente, mas nós não somos covardes, como temos políticos de Mato Grosso, nossos três senadores, principalmente esse que se diz bolsonarista e não entrou em defesa do nosso presidente, desses empresários, e nem em nossa defesa”, afirmou.

Em entrevista ao Olhar Direto, Galvan afirmou que em nenhuma de suas falas citou destruição ou invasão, mas sim a independência dos poderes. “Não sair aleatoriamente prendendo pessoas pelo prazer, porque falou mal ou bem dessa pessoa. Nosso artigo 53 da Constituição deixa muito claro ao parlamentar o direito da expressão dele. E muito pior foi que 363 deputados federais, cinco de Mato Grosso, votaram pela prisão de Daniel Silveira. É vergonhoso que o Senado não fez nada até agora quanto a isso”, completou.

Sobre os atos deste ano, o produtor afirmou que não sabe do envio de tratores. Na última semana, a Folha de São Paulo publicou que o ‘Movimento Brasil Verde e Amarelo’ enviaria 28 tratores para o evento de 7 de setembro em Brasília. Galvan integra o movimento.

 “Eu não estou sabendo desse movimento, já vi na mídia, não tive contato se está ou não sendo organizado pelo movimento Brasil Verde e Amarelo, [que] a gente faz parte. Hoje estou me dedicando mais à campanha ao Senado. Dia 7 de setembro estarei em Brasília, irei pela madrugada e voltarei à noite, porque não posso me afastar do estado para poder levar minha mensagem de tranquilidade ao cidadão mato-grossense do porque a gente colocou o nome à Senatória. Nossa liberdade está em risco, nossos senadores do estado, que já poderiam ter consertado, nada fizeram, e principalmente esse que está querendo voltar lá como oportunista dizendo que é bolsonarista”, finalizou.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet