Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Notícias | Política MT

CENÁRIO NEGATIVO

Com queda de safra, governo vai começar 2024 apertando os cintos para evitar crise financeira

20 Dez 2023 - 13:56

Da Redação - Rafael Machado/ Do local - Max Aguiar

Foto: Rodolfo Perdigão/Secom-MT

Com queda de safra, governo vai começar 2024 apertando os cintos para evitar crise financeira
O governo vai adotar o contingenciamento das despesas programadas para o início do próximo ano para evitar um possível colapso devido à uma previsão de queda de receita por causa do impacto da estiagem na produção da próxima safra.


Leia também
Em meio à crise hídrica, safra de soja em Mato Grosso deve ter quebra de 20%, diz pesquisa da Aprosoja


De acordo com o governador Mauro Mendes (União), o Executivo ligou o sinal amarelo devido às estimativas negativas de perda de receita. Ele comentou que o governo já sabe que a safra de 2024 não vai superar a deste ano, em que houve registro de mais de 100 milhões de toneladas.

“A expectativa inicial é que nós tenhamos aí um piso de perda em torno de 20%. Perder 20 milhões de toneladas. Isso vai ser muito impactante em todas as nossas receitas. Tanto diretamente do FETHAB, como também na atividade econômica como um todo, porque menos produção é menos consumo de óleo diesel, é menos volume de transporte de pneu e toda uma grande cadeia que está envolvida com a atividade do agronegócio do nosso Estado”, disse em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (20).

Mauro destacou que devido a esse cenário o estado vai “apertar os cintos” para evitar uma crise financeira no decorrer do ano de 2024.

“O plano não é plano B, é o plano correto. É você começar o ano com algum nível de contingenciamento, segurando a despesa para evitar que o estado volte àquele estado que muita gente conhece de um passado não muito distante, que é um estado que compra e não paga, que atrasou salário, que não honra os seus compromissos com fornecedores. Então nós vamos começar o ano com algum nível de contingenciamento, segurando as despesas, as contratações do governo”, ressaltou.

Ele comentou que os técnicos da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) vão fazer o planejamento de corte a partir do próximo mês, quando está previsto a chegada de dados mais consistentes sobre o tamanho dessa queda da safra e seus impactos na cadeia produtiva em Mato Grosso.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet