Olhar Direto

Sábado, 15 de junho de 2024

Notícias | Cidades

DOIS MORTOS

Agente do BOPE e PM são suspeitos de tentativa de chacina em Rondonópolis

Foto: Agora/MT

Agente do BOPE e PM são suspeitos de tentativa de chacina em Rondonópolis
O ataque a tiros que resultou na morte de dois moradores em situação de rua na madrugada da última quarta-feira (27), em Rondonópolis (212 km de Cuiabá), teve a participação de policiais militares, sendo um deles agente do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). Informações colhidas pela reportagem dão conta que os militares supostamente "mataram por pura maldade". Eles foram identificados como Cassio Teixeira Brito e Elder José da Silva. O comandante geral da PM, Coronel Alexandre Mendes, lamentou a participação dos agentes: "sentimento de desgosto". 


Leia também
Família de influenciadora de MT sofre grave acidente na BR-163

Cássio  é do 5º Batalhão de Rondonópolis e Elder do BOPE. É investigado se eles estavam dentro da Land Rover que carregou os suspeitos de abrir fogo contra um grupo de moradores em situação de rua, resultando em dois mortos e dois feridos. O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) pediu a prisão deles e aguarda decisão judicial.

Morreram no local Odinilson Landvoigt de Oliveira, 41 anos, e Thiago Rodrigues Lopes, de 37 anos. Foram socorridos William Pereira de Oliveira Filho, de 25 anos, e Oziel Ferle da Silva, de 35 anos. Ambos estão internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

O comandante geral da Polícia Militar, Coronel Alexandre Mendes, lamentou a participação dos agentes no crime e disse que o sentimento da corporação é de desgosto. Ele acrescentou ainda que a PM toma as providências para responsabilizar os envolvidos. 

“Ao tomar conhecimento da participação de dois policiais militares nos bárbaros homicídios em Rondonópolis dias atrás, nosso sentimento é de desgosto e zelo pela tropa que não se confunde com tais práticas Dessa forma, temos a informar que a PMMT toma desde já todas as providências na direção de responsabilizar os envolvidos em sede disciplinar”, iniciou. 

“Ressaltamos ademais que ambos foram devidamente identificados, e que, nesta hora, a investigação da Polícia Civil conta irrestritamente com todo nosso apoio. Por fim, assevero que a Corregedoria da PMMT através dos procedimentos cabíveis dará a pronta resposta à sociedade mato-grossense, em vista da Vida, bem maior que defendemos e dos policiais militares que fazem jus a esse propósito”, finalizou. 
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet