Olhar Direto

Terça-feira, 23 de abril de 2024

Notícias | Cidades

EM CONDOMÍNIO

Polícia investiga se síndico que morreu após ser espancado furtou R$ 160 mil de "escritório do crime"

Foto: Reprodução

Polícia investiga se síndico que morreu após ser espancado furtou R$ 160 mil de
A Polícia Civil investiga se o síndico Hildebland Pereira da Silva, 35, teria furtado R$ 160 mil de uma "central da fraude" de uma facção criminosa instalada no condomínio que ele administrava, o Chapada dos Pinhais. Hildebland morreu nesta quarta-feira (21), no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), após 21 dias internado na unidade por ter sofrido o espancamento de um vizinho no dia 31 de janeiro. 


Leia também
Prefeitura paga milhões para empresas de jardinagem, mas utiliza servidores para fazer o trabalho, denuncia vereador


Segundo reportagem do Programa do Pop, da TV Cidade Verde, Hildebland, por ser síndico do condomínio, observava a constante movimentação de pessoas em um apartamento vazio através das câmeras de segurança. A reportagem afirma que o apartamento era utilizado como "escritório do crime" virtual.

Ao perceber que o local estava desocupado, Hildebland entrou no apartamento e furtou R$ 160 mil. Uma testemunha afirmou à reportagem que ele comprou uma moto no valor de R$ 50 mil e passou a “ostentar” dinheiro. Essa informação, no entanto, é investigada pela Polícia Civil. 

Ao saber dessa “ostentação", o possível dono do dinheiro deu início a uma série de ameaças a Hildebland através de mensagens de áudio. Em dado momento, o suspeito que seria dono da quantia vai ao condomínio e pressiona Hildebland para devolver o dinheiro.

Hildebland então deu a moto e outro veículo para tentar chegar próximo a dívida de R$ 160 mil, mas mesmo assim foi espancado. 

Relembre

Como noticiado pelo Olhar Direto, a tentativa de latrocínio contra Hildebland ocorreu no dia 31 de janeiro. A esposa da vítima procurou a Polícia Civil e relatou que o marido saiu com o veículo na tarde de quarta-feira (30) e retornou cerca de uma hora depois em outro veículo, um Volkswagen Voyage.

Ao chegar na portaria do condomínio, Hildebrand exigiu que o portão fosse aberto com urgência. A esposa tomou conhecimento dos fatos após receber uma ligação da portaria do prédio.

Logo depois, um vizinho encontrou o rapaz caído ensanguentado em seu apartamento, enquanto viu uma pessoa saindo do imóvel, pegando a moto da vítima.

Socorrido, Hildebland foi levado para o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), onde ficou internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até morrer nesta quarta-feira (21).

Vizinho identificado

Câmeras de segurança do condomínio residencial flagraram o suspeito, que é morador do mesmo prédio, correndo após cometer o crime. Diante das informações, a Polícia Militar chegou a ir ao apartamento do criminoso, mas ele não foi encontrado.

No imóvel, a polícia encontrou uma arma calibre .40, possivelmente usada no crime, além de roupas. Ele ainda segue desaparecido, de acordo com a Polícia Civil.

Prisão

Dois homens, de 28 e 35 anos, foram presos no dia 2 de fevereiro em posse do HB20 e da moto de Hildebland, em Várzea Grande. 

Ao serem questionados sobre os veículos, eles se contradisseram. Primeiro, afirmaram que estavam com os automóveis para serem penhorados por conta de uma suposta dívida. Depois, alegaram que pegaram os veículos apenas para "darem uma volta".

Ambos foram encaminhados para a delegacia do município e seguem à disposição da justiça.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet