Olhar Direto

Terça-feira, 23 de abril de 2024

Notícias | Picante

Ministro isolado

Base do PSD em MT deixa Fávaro sozinho com a Federação

Foto: Reprodução/Divulgação

Ministro isolado
Os caciques do Partido Social Democrático (PSD) em Mato Grosso estão “fechados” com a candidatura de Eduardo Botelho (UNIÃO) à prefeitura de Cuiabá. Por outro lado, o ministro Carlos Fávaro (Agricultura), que é presidente do PSD no Estado, declarou apoio à Federação Brasil da Esperança (PT, PV, PCdoB), abrindo divergência com os líderes da sigla comandada por ele. Wilson Santos, um dos maiores apoiadores de Botelho, já disse publicamente que apoiará o presidente da Assembleia. Nesta segunda-feira (26), o deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, também se manifestou, dizendo "não ter nada contra a esquerda" e que "andará com as próprias pernas", sinalizando que não seguirá o mesmo caminho de Fávaro. "Não vou servir de arrasto para ninguém e vou traçar meu futuro político e apoiar quem eu acho que devo apoiar", disse . "Não tenho nada contra as esquerdas, mas também não sou de esquerda. Eu tenho a liberdade de escolher com quem vou caminhar. Pela amizade que tenho com Botelho, a tendência é caminhar com ele.", completou. Na última semana, a senadora Margareth Buzetti também declarou que seguirá com Botelho. "Eu não tenho compromisso com a Federação, meu compromisso é com o PSD", disse ela. "Eu fui para o PSD para o Fávaro virar ministro.", enfatizou, descartando qualquer outro compromisso com a legenda. Com isso, o ministro Fávaro fica cada vez mais isolado em Cuiabá. Ele pretendia levar Botelho para o PSD, mas o deputado preferiu permanecer no União Brasil até ser escolhido o nome do partido para concorrer ao Palácio Alencastro.  
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Mais Picantes

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet