Olhar Direto

Quinta-feira, 20 de junho de 2024

Notícias | Cidades

alegou ter sido agredido

Delegado nega agressão a envolvido na morte de motoristas: "não colocaríamos mácula em uma prisão tão importante"

20 Abr 2024 - 16:42

Da Redação - Amanda Divina/ Do Local - Luis Vinicius

Foto: reprodução

Delegado nega agressão a envolvido na morte de motoristas:
O delegado Olímpio da Cunha, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) negou que policiais tenham agredido os suspeitos de assassinarem três motoristas de aplicativo em Várzea Grande. A autoridade policial afirmou que todos os agentes são profissionais.


Leia também:
Suspeito de matar motoristas de aplicativo relata ter sido agredido e xingado em delegacia: 'vários tapas'; veja vídeo


A fala do delegado aconteceu após a prisão de Keise Melissa Rodrigues Matos, que está sendo investigada por envolvimento na morte dos motoristas.

Nesta semana, o suspeito de 20 anos identificado como Lucas Ferreira da Silva afirmou que foi agredido com diversos tapas no rosto enquanto permaneceu preso na delegacia.

Entretanto, o delegado Olímpio negou que os policiais tenham agido de forma irregular na detenção dos suspeitos.

"Ninguém encostou a mão nessas pessoas. Se é uma estratégia da defesa, se ele achou bem declinar isso ai. Na audiência de custódia, muitas vezes a pessoa por receio das consequências daquilo que praticou, ela joga ao vento isso ai para ver se cola. Não vai colar porque ninguém fez nada contra eles, nós tratamos os presos com muita dignidade.", disse.

Questionado sobre o 'baguncinha' que os criminosos receberam na delegacia, Olímpio afirmou que os policiais não tinham conhecimento de quanto tempo os suspeitos ficariam sem alimentação.

"Realmente saiu o lanche que nós demos para eles porque eles estavam sem comer e a gente não sabia se na hora que fossem encaminhados para a carceragem, se eles teriam tempo ou alguma previsão de alimentação. Então os policiais compraram um lanche para cada um para que não passassem fome. Além disso ai, ninguém encostou a mão porque somos todos profissionais, todos nós teríamos receio de colocar qualquer mácula em uma prisão tão importante. Então de modo algum isso ai prospera.", ressaltou.

Relembre o caso

Os policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram informados sobre o desaparecimento de Elizeu Rosa Coelho no dia 11 de abril.

Já no último final de semana, a DHPP foi informada sobre o desaparecimento de outros dois motoristas de aplicativo, sendo Márcio Rogério Carneiro e  Nilson Nogueira, de 42 anos.

Durante o início das investigações, foi constatado que as vítimas desapareceram após aceitarem algumas corridas. Com a ajuda de imagens de câmera de segurança, os policiais conseguiram encontrar os três carros usados pelas vítimas. Todos foram localizados em Várzea Grande.

Três suspeitos, sendo dois menores de idade, foram encontrados no bairro Cristo Rei. Eles confessaram o assassinado dos três motoristas e apontaram a localização dos corpos. As vítimas foram executadas com pauladas e esfaqueadas.

Veja a entrevista:

 
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet