Olhar Direto

Sábado, 20 de julho de 2024

Notícias | Cidades

'amiga de convívio'

Mulher admite ter conhecimento que teve conta usada por executores para 'atrair' motoristas de aplicativo

19 Abr 2024 - 17:19

Da Redação- Amanda Divina e Luis Vinicius

Foto: reprodução

Mulher admite ter conhecimento que teve conta usada por executores para 'atrair' motoristas de aplicativo
Keise Melissa Rodrigues Matos confessou em depoimento na  Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que tinha conhecimento de que uma das chamadas para uma corrida com o motorista de aplicativo foi realizada pelo celular dela. Ainda em interrogatório, ela negou ser membro de facção criminosa.


Leia também:
Juiz decreta quebra de sigilo telefônico de mulher suspeita de 'atrair' motoristas de aplicativo mortos por trio

Nos depoimentos, Keise foi apontada como a responsável por manter contatos dos quais seriam utilizados para vender os veículos roubados das vítimas e que integraria uma facção criminosa.

Os comparsas também relataram que usaram a conta dela no aplicativo para conseguirem chamar os motoristas de aplicativo. As vítimas eram escolhidas aleatóriamente.

"E realmente foi através do aplicativo do telefone dela que pelo menos uma das chamadas que levaram a morte de um dos motoristas foi feito do telefone dela", disse Olímpio.

Durante os depoimentos dos outros três suspeitos localizados, Keise foi identificada como namorada de um dos adolescentes menores de idade. Ela confessou que chegou a ter um relacionamento com um deles há algum tempo.

"Ela se sentiu pressionada e resolveu se apresentar na delegacia. Ela falou em interrogatório que conhecia todos os suspeitos, que é amiga de convívio deles, que teve um relacionamento no passado com um deles mas não especificou se era namorada", afirmou o delegado.

Já o delegado Maurício Maciel afirmou que durante a investigação foi apontado que previamente todos os envolvidos tinham conhecimento de que os motoristas de aplicativo seriam mortos.

A mulher ainda negou ser membro de facção criminosa e possui passagens criminais por roubo.

"Desde o início da identificação e captura dos três suspeitos, todos já tinham ciência daquilo que o grupo iria fazer. Em que pese alguns terem sido os executores, inclusive a investigada ela seria até mesmo responsável por dar direcionamento para esses veículos que seriam subtraídos. Então para nós é nítido esse ajuste prévio", finalizou.

Relembre o caso

Os policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram informados sobre o desaparecimento de Elizeu Rosa Coelho no dia 11 de abril.

Já no final de semana, a DHPP foi informada sobre o desaparecimento de outros dois motoristas de aplicativo, sendo Márcio Rogério Carneiro e  Nilson Nogueira, de 42 anos.

Durante o início das investigações, foi constatado que as vítimas desapareceram após aceitarem algumas corridas. Com a ajuda de imagens de câmera de segurança, os policiais conseguiram encontrar os três carros usados pelas vítimas. Todos foram localizados em Várzea Grande.

Três suspeitos, sendo dois menores de idade, foram encontrados no bairro Cristo Rei. Eles confessaram o assassinado dos três motoristas e apontaram a localização dos corpos. As vítimas foram executadas com pauladas e esfaqueadas.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet