Olhar Direto

Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Notícias | Picante

Vidas interrompidas

Amália é a terceira pessoa de MT a morrer no exercício de mandato na Câmara Federal

Foto: Agência Câmara

Amália Barros morreu aos 39 anos no exercício do mandato de deputada federal

Amália Barros morreu aos 39 anos no exercício do mandato de deputada federal

A deputada Amália Barros, que morreu no fim de semana passado em São Paulo após complicações em uma cirurgia para retirada de nódulos no pâncreas, foi a terceira pessoa eleita por Mato Grosso a morrer no exercício do mandato na Câmara Federal. De acordo com levantamento, também morreram o deputado federal Emanuel Pinheiro Primo, pai do atual prefeito de Cuiabá, e o ruralista Homero Pereira. Emanuel foi assassinado na estrada da Chapada dos Guimarães em 1974 com seis tiros e Homero faleceu em 2016 durante tratamento de câncer no estômago. Eleita com quase 70 mil votos, Amália era natural de São Paulo e foi enterrada na cidade de Mogi Mirim, onde também está o corpo de seu pai. A morte da parlamentar pegou o meio político de surpresa. Ela tinha 39 anos e só descobriu o problema de saúde no pâncreas porque se fazendo tratamento para engravidar. O suplente do PL, Nelson Barbudo, irá assumir a vaga de Amália assim que a Câmara Federal decretar a vacância do cargo.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Mais Picantes

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet