Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Notícias | Política MT

ELEIÇÕES 2024

Botelho cobra segurança e judiciário para impedir que membros de facção participem da política: 'não temos bola de cristal'

28 Mai 2024 - 07:12

Da Redação - Rafael Machado/ Do Local - Max Aguiar

Foto: Vanderson Ferraz/ALMT

Botelho cobra segurança e judiciário para impedir que membros de facção participem da política: 'não temos bola de cristal'
O presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado Eduardo Botelho (União), cobrou a força de segurança e o judiciário para evitar que membros de facções criminosas possam participar das eleições municipais deste ano.


Leia também 
Mauro Mendes vai a Brasília para participar de agenda com Lula e Camilo Santana


Ele comentou que é necessário que as pessoas denunciem aos órgãos a participação de faccionados em campanhas políticas. Botelho disse que não tem “bola de cristal” para adivinhar que as pessoas que estão ao seu lado são criminosas.

“É complicado para quem está na campanha saber quem que é do crime e quem que não é. Isso é motivo da polícia, a polícia que tem que ver, o judiciário encaminhar para o Ministério Público para ver quem que é. Porque nós aqui não temos, como que eu estou aqui dentro da assembleia, estou trabalhando aqui, vou saber, vou olhar alguém e falar, você é do crime organizado? Não tem”, ressaltou.

“Agora, se chegar uma denúncia para nós, aí sim, eu acho que cabe a toda a população fazer essas denúncias. Descobri, ‘ó, tem um candidato aí que tá sendo financiado pelo crime’, denuncie. ‘Tem alguém que tá na sua campanha, que faz parte crime organizado’, faça essa denúncia, porque nós não temos bola de cristal pra adivinhar que um é ou não”, acrescentou.

O secretário de Segurança Pública, coronel César Roveri, disse que a polícia já identificou três faccionados que queriam disputar o cargo de vereador neste ano. Dois deles eram pré-candidatos em Cuiabá e outro de uma das cidades da região leste do estado. Roveri ressaltou que a tentativa de membros de facções criminosas de ingressar na política não acontece apenas em Mato Grosso.

Em contato com secretários de Segurança de outros estados, ele comentou que há operações que estão prendendo integrantes dessas organizações que tinham lançado suas pré-candidaturas pelas redes sociais.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet