Olhar Direto

Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Notícias | Política MT

recado dado

Taques diz que governistas estão com 'tremedeira' por medo terem podres descobertos

Foto: Jardel P. Arruda/Olhar Direto

Taques diz que governistas estão com 'tremedeira' por medo terem podres descobertos
A tônica do discurso adotado pelo pré-candidato ao governo de Mato Grosso pelo PDT, o senador Pedro Taques (PDT), durante a convenção do DEM, aliado de primeira hora do grupo de oposição, foi a do combate a corrupção e eficiência da máquina, com recados ao grupo governista de que investigará todas as suspeitas de corrupção deixadas pelo governador Silval Barbosa (PMDB).

“Da banda de lá eles devem estar com tremedeira nas pernas, com medo de abrirmos essa panela e sair um cheiro podre de lá de dentro”, alfinetou, em um recado direto, apesar de não citar nomes, ao grupo da situação. “Queremos um governo que não rouba, que prende quem roube e prenda quem roubou”, disse em outro momento, em um recado velado.

Leia mais: Taques vai com Fávaro vice e Jayme senador; Luciane pega apenas a segunda suplência

As declarações ocorreram durante a convenção que sacramentou Jayme Campos (DEM) como candidato à reeleição no Senado, tendo Marcelo Maluf (PSDB) como primeiro suplente e Luciane Bezerra (PSB) como segundo suplente, na manhã desta sexta-feira (27), na sede da Associação Mato-grossense dos Municípios.

Em outros momentos o senador também criticou o modus operandis de governar de Silval. Taques afirmou querer ser um governado ao invés de um imperador, deixando implícito ser contra a maneira centralizadora de Silval de governar. O pedetista também focou nos “loteamentos” das secretarias. O principal alvo foi a pasta da Educação.

“Não queremos um governo que deixe os professores em greve por quase 70 dias, roubando o futuro de uma geração. E tudo isso porque a secretária de educação tem dono. Há 12 anos o PT manda e desmanda na Secretaria de Educação como se fosse uma quitanda”, discursou, energético, acima do tom calmo normalmente usado por ele.

O discurso de Pedro Taques deu, mais uma vez, pistas de que a tônica de duras críticas ao governo e do combate a corrupção deverá ser largamente adotada durante a campanha eleitoral. Da mesma forma os comentários ácidos contra o PT da presidente Dilma Rousseff, em prol da campanha pelo presidenciável do PSDB, Aécio Neves.

“Quero aqui ratificar meu compromisso ao Aécio Neves. Ontem a noite ele me ligou e eu confirmei isso para ele. Eu tenho comprometimento político com o PSDB e com o DEM”, concluiu.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet