Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 19 de março de 2019

Notícias / Agronegócio

Brasil tentará abrir mercado para carne in natura com o Japão, afirma Eumar Novacki

Da Redação - Viviane Petroli

27 Set 2016 - 11:30

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Brasil tentará abrir mercado para carne in natura com o Japão, afirma Eumar Novacki
Após conquistar o mercado dos Estados Unidos para a carne bovina in natura, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) foco o Japão. O Brasil partirá nos próximos dias para mais uma Missão Empresarial e Ministerial. Os alvos desta nova visita ao exterior, que será comandada pelo secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki, são o Japão, a Itália, a Rússia e a Armênia.

A nova rota na busca de novos mercados para a produção brasileira de grãos, proteínas, madeira, entre outros, foi anunciada por Novacki durante coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira, 27 de setembro, realizada pelo ministro Blairo Maggi para um balanço dos resultados obtidos durante a Missão Ministerial e Empresarial pela Ásia.

Leia mais:
Missão de Blairo na Ásia pode ter rendido US$ 2 bi, mas Mato Grosso "perde" fábrica indiana

A missão comandada por Novacki deve partir para o exterior na primeira semana de outubro.

As negociações com o Japão, de acordo com Eumar Novacki, têm como foco avançar nas negociações para a abertura de mercado para a carne bovina processada (embalada) que já estão em andamento. “Além disso, queremos tentar abrir as portas do Japão para a carne bovina in natura. A nossa expectativa nesse caso que é os embarques comecem dentro de um ano e meio”. Outro ponto a ser discutido no país asiático é quanto ao envio de carne Wagyu, uma raça bovina japonesa, considerada uma das carnes mais caras do mundo, cujo quilo no Brasil do corte "Kobe Beef Wagyu" (chorizo) pode chegar à casa dos R$ 300.

Conforme Novacki, na Itália a comitiva irá participar de um encontro na FAO, enquanto na Rússia serão tratadas questões de reinspeção, credenciamento de plantas frigoríficas e a importação de trigo para o Brasil.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • spencer
    28 Set 2016 às 11:59

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet