Olhar Jurídico

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Criminal

Gaeco denuncia 53 integrantes do Comando Vermelho

Da Redação - Arthur Santos da Silva

06 Set 2017 - 17:23

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Gaeco denuncia 53 integrantes do Comando Vermelho
O Ministério Público do Estado de Mato Grosso ofereceu no dia 5 de setembro denúncia contra 53 pessoas, acusadas de integrarem a organização criminosa Comando Vermelho de Mato Grosso. Até o momento, já existem, pelo menos, cinco ações penais que identificam a atuação do Comando Vermelho no Estado.
 
Leia mais:

Ex-colega de réu, Faleiros declara-se suspeito para julgar 'Seven II' e devolve ação para Selma


De acordo com o Gaeco, a denúncia oferecida nesta terça-feira relata a prática de crimes de roubo, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, tráfico de drogas, estelionato, lavagem de dinheiro e corrupção de menores.
 
O trabalho é resultado da operação policial "Ares Vermelho" realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores, em conjunto com a Diretoria de Inteligência da Polícia Judiciária Civil. Durante as investigações, foi constatado que as ordens para a prática dos crimes partiram de dentro da Penitenciária Central do Estado de Mato Grosso.
 
O grupo, conforme o MPE, tem como líderes Luciano Mariano da Silva, vulgo "Marreta"; Robson José Pereira de Araújo, vulgo "Carcaça"; Edmar Ormeneze, mais conhecido como "Mazinho"; e Wagner da Silva Moura, o "Belo". Consta na denúncia, que os quatro cumprem pena na PCE e são responsáveis por promover, cooptar, orientar e determinar por meio de aparelhos celulares a prática de crimes objetivando capitalizar a facção Comando Vermelho do Estado de Mato Grosso.
 
A maioria das ocorrências tem a participação de adolescentes. Os crimes foram registrados em Cuiabá e em municípios vizinhos, mas também há ocorrências em outros Estados e, até mesmo, em outros países. Para se ter uma ideia da ousadia do grupo criminoso, o Gaeco relata que foi criado até mesmo estabelecimento empresarial para receptação e falsificação de veículos roubados.
 
Entre fevereiro e março deste ano, por exemplo, foram roubados mediante emprego de arma de fogo 17 veículos.
 
LISTA DE DENUNCIADOS:

01 - Luciano Mariano da Silva
02 - Robson José Pereira de Araújo
03 - Edmar Ormeneze
04 - Wagner da Silva Moura
05 - Jonathan Oliveira Paula
06 - Juliano Gomes da Silva
 07 - Alexandre pinho da silva
08 - Alex da Silva Marques
09 - Jhonny Souza Lira
10 - Carlos Henrique Pereira Vargas
11 - Marcio dos Santos Nascimento
12 - Francieli dos Santos Rodrigues Bastos
13 -Leandro Francisco Gomes Ormeneze
14 - Livertina Francisca Gomes
15 - Walhison Bruno Bezerra Ormeneze
16 - Izaias Ormeneze Junior Ribeiro
17 - Edna Aparecida dos Santos
18 - Roseni Ormeneze
19 - Adão Ribeiro Neto
20 - Rute de Oliveira Silva
21 - Eudora Novaes Xavier
22 - Wellington Mariano da Silva
23 - Klevyde Felipe de Freitas
24 -Alexsandra Maria da Silva
25 - Edilson Ormeneze
26 - Leria da Silva Teles
27 - Daiana Rodrigues Canto
28 -Greisiele Leite Moreira
 29 - Luis Paulo da Silva Martins
30 - Rosana Ormeneze
31 - Ester Rodrigues Canto
32 - Bruno Weslei Bezerra Ormeneze
33 - Eder Giovani Lavagnoli
34 - Franciele Maziero Barqueiro
35 - Vilson Ormeneze
36 - Vaney Pedroso de Almeida
37 - Aline Thalya Chaves Bezerra
38 - Simone Souza Temponi
39 - Renato Ferreira
40 - Carlos Alberto Pereira
41 - Lucas Teodoro Evangelista da Cunha
42 - Renan Pires dos Santos
43 - Victoria de Souza Braga
44 - Roney Costa Arruda
45 - Jovanny Christian da Silva
46- kayro Vinicius Ferrai Ribeiro
 47- Alex Vinicius Soares da Silva
48 - Igor do Rosário Silva
 49 - Rhaniel Victor da Silva Gonçalves
50 - Aclesio de Paula Silva
51- Adriana Souza Amorim
52 - Valdomiro Pinheiro de Jesus
53 - Everton Ribeiro Cavalcante
 
 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet