Olhar Direto

Quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Delegada indicia 'namorado' por homicídio quadruplamente qualificado de estudante

Da Redação - Patrícia Neves

20 Mar 2017 - 17:01

Delegada indicia 'namorado' por homicídio quadruplamente qualificado de estudante
O enfermeiro Luiz Otávio Silva, de 25 anos, será indiciado por assassinato quadruplamente qualificado (por feminicídio, emprego de meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima e por motivo fútil). Silva sufucou, agrediu e esfaqueou sua então namorada, a estudante de Direito, Ivone Oliveira Gomes. A informação foi confirmada pela delegada Juliana Chiquito Palhares, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A estudante de Direito foi morta dentro de sua casa, no bairro Osmar Cabral, em Cuiabá, na data de 15 de março.  

Leia Mais:
Enfermeiro é preso por assassinato de namorada, estudante de direito

Ao Olhar Direto, a delegada Juliana declarou que inicialmente no ato da prisão de Silva {no dia seguinte ao crime}  constatou-se a presença de duas qualificadoras para o crime, porém após o depoimento de Edson, outras duas foram constatadas: o emprego de meio cruel e a impossibilidade de defesa da vítima.

Palhares afirmou ainda que irá encaminhar à Justiça na próxima quinta-feira, 23, o inquérito para avaliação e acusação formal (denúncia) do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE). 

Em depoimento  horas após confessar o crime, o enfermeiro detalhou sua ação criminosa."Eu só peguei a faca quando percebi que a pressão arterial dela estava diminuindo, doutora. Eu levantei e verifiquei que o pulso dela estava fraco. Fui até a lavanderia e peguei a faca que estava com o cabo solto”, relatou.  

Apesar de todo este procedimento, Luiz Otávio não conseguiu desacordar a vítima e teve de socar a cabeça de Ivone contra parede. “Peguei a cabeça dela e lancei a parede, fui informado pelo investigador que ocorreu um trauma cranioencefálico, quebrou a cabeça dela”, explica o assassino. Depois disso, segundo enfermeiro, é que se iniciaram as facadas na estudante.

“Até o momento dela possivelmente perder a lucidez eu percebi, fui e peguei a faca, retornei e furei na região da carótida, que é uma veia que vai até a cava do coração. Eu contei cinco segundos e vi que deu hemorragia interna nela, o coração parou e essa mesma faca que eu deixei na região da traquéia entortou”, explicou. A faca utilizada pelo enfermeiro foi encontrada no local do crime e apresentada pela delegada durante a inquisição. Luiz confirmou que utilizou o objeto para matar a jovem.  

Para a polícia, o jovem não mencionou o que teria motivado o crime e disse que era muito apaixonado pela vítima, com quem se relacionava há quatro meses. 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gilda
    20 Mar 2017 às 20:45

    Psicopata como enfermeiro. Nossa que perigo.

Sitevip Internet