Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Notícias / Política

Mesmo com decisões judiciais, servidores do Indea e Intermat continuam em greve

Da Redação - Viviane Petroli

28 Jun 2016 - 08:04

Foto: Sintap

Mesmo com decisões judiciais, servidores do Indea e Intermat continuam em greve
Os Servidores do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Indea) e do Instituto de Terras do Estado de Mato Grosso (Intermat) seguem paralisados em busca pelo pagamento integral da Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28%. A decisão pela continuidade da greve foi tomada na segunda-feira, 27 de junho, após sessão da Assembleia Legislativa, que aprovou em primeira votação a proposta governamental do pagamento de 6% apenas de RGA em 3x com condicionantes para o pagamento dos 5,28% restantes.

A paralisação dos servidores do Indea e Intermat teve início no dia 06 de junho. Em decorrência a greve dos servidores do Indea emissões de documentos, como a Guia de Trânsito Animal (GTA), foram suspensas. No setor da bovinocultura os prejuízos ultrapassam os R$ 700 milhões diante a redução em 60% do volume de animais abatidos neste período. Já na suinocultura as perdas passam de R$ 35 milhões.

Leia mais:
Justiça concede liminar que "obriga" servidores do Indea a emitirem GTA

Nesta terça-feira, 28 de junho, uma nova reunião entre os deputados estaduais e os sindicalistas está marcada para ocorrer, às 9h, na Assembleia Legislativa, para dar continuidade ao diálogo.

Conforme a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap), Diany Dias, a decisão da base até o momento é de que "com liminar ou sem liminar, a greve vai continuar".

Segundo o Sintap, no período de 6 a 16 de junho de 2015 foram expedidas pelo Indea, 47 mil Guias de Transporte Animal (GTAs) e, no mesmo período este ano, foram expedidas apenas 12 mil GTAs sendo 7900 pelos servidores através de cumprimento de liminares ou acordos pontuais para garantir a sanidade animal e o restante do chamado módulo produtor.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet