Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Notícias / Política

Mesmo com decisões judiciais, servidores do Indea e Intermat continuam em greve

Da Redação - Viviane Petroli

28 Jun 2016 - 08:04

Foto: Sintap

Mesmo com decisões judiciais, servidores do Indea e Intermat continuam em greve
Os Servidores do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Indea) e do Instituto de Terras do Estado de Mato Grosso (Intermat) seguem paralisados em busca pelo pagamento integral da Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28%. A decisão pela continuidade da greve foi tomada na segunda-feira, 27 de junho, após sessão da Assembleia Legislativa, que aprovou em primeira votação a proposta governamental do pagamento de 6% apenas de RGA em 3x com condicionantes para o pagamento dos 5,28% restantes.

A paralisação dos servidores do Indea e Intermat teve início no dia 06 de junho. Em decorrência a greve dos servidores do Indea emissões de documentos, como a Guia de Trânsito Animal (GTA), foram suspensas. No setor da bovinocultura os prejuízos ultrapassam os R$ 700 milhões diante a redução em 60% do volume de animais abatidos neste período. Já na suinocultura as perdas passam de R$ 35 milhões.

Leia mais:
Justiça concede liminar que "obriga" servidores do Indea a emitirem GTA

Nesta terça-feira, 28 de junho, uma nova reunião entre os deputados estaduais e os sindicalistas está marcada para ocorrer, às 9h, na Assembleia Legislativa, para dar continuidade ao diálogo.

Conforme a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap), Diany Dias, a decisão da base até o momento é de que "com liminar ou sem liminar, a greve vai continuar".

Segundo o Sintap, no período de 6 a 16 de junho de 2015 foram expedidas pelo Indea, 47 mil Guias de Transporte Animal (GTAs) e, no mesmo período este ano, foram expedidas apenas 12 mil GTAs sendo 7900 pelos servidores através de cumprimento de liminares ou acordos pontuais para garantir a sanidade animal e o restante do chamado módulo produtor.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • CARLOS ALBERTO
    28 Jun 2016 às 19:07

    meu amigo zé guapore, qual o crime dos presidentes de sindicatos? brigar pelos direitos dos associados. que nos é assegurados por lei.

  • Adriana Nascimento
    28 Jun 2016 às 14:33

    O Sintap lembra que até o momento (28.06) não houve qualquer notificação acerca de possível ilegalidade da greve.

  • Justiça Seja Feita
    28 Jun 2016 às 11:23

    Parabéns companheiros estamos juntos!!! Ou a RGA ou estado vai quebrar de vez!!! Abaixo o cartel dos burgueses...

  • Davi
    28 Jun 2016 às 10:47

    Além do pagamento de Verba Indenizatória no valor de R$ 6,9 milhões aos procuradores do estado, o Diário Oficial de hoje traz a suplementação de diversas secretariaas. Foram R$ 3,1 milhões para aparelhamento da Empaer R$ 42,9 milhões para a Seduc R$ 42 milhões para a Secretaria de Cidades R$ 180 mil para a secretaria de Cultura R$ 4,6 milhões par a Secretaria de Agricultura Familiar R$ 1,9 milhões para a Fapemat e R$ 69,2 milhões para o fundo de saúde. Ao todo foram quase R$ 165 milhões movimentados num só dia, a título de complementação, sendo que algumas foram feitas por conta do superávit. Dinheiro tem e os servidores vão fazer greve até o impeachment de Taques.

  • costa
    28 Jun 2016 às 09:38

    Cade a Justiça que nada faz.

  • Zé Guaporé
    28 Jun 2016 às 09:05

    A justiça devia meter os presidentes dos sindicatos na cadeia, que os outros voltariam em alta velocidade para seus postos de trabalho!

Sitevip Internet