Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 27 de julho de 2021

Notícias / Pecuária

redução no ICMS

Suinocultores gaúchos recorrem ao Governo Estadual para amenizar crise

AI Dep. Vilson Covatti

22 Abr 2013 - 17:37

Os suinocultores gaúchos ponderaram mais uma vez a necessidade de redução de 12% para 2% no ICMS sobre a venda de suínos vivos a outros Estados (vendas interestaduais). Em audiência com o secretário da Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, o presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS), Valdecir Folador, e o presidente da Frente Parlamentar da Suinocultura, deputado federal Vilson Covatti (PP/RS), advertiram para a necessidade da interferência do Governo Estadual para a estabilidade do setor.

Segundo Folador, os suinocultores gaúchos produzem em média 250 mil suínos/ano, o que excede a capacidade de absorção dos frigoríficos gaúchos, sendo necessário a venda para outros estados.

- É uma situação bastante deliciada. Hoje, mais de mil famílias gaúchas estão envolvidas com a produção de suínos e, enquanto não houver plantas industriais suficientes para absorvê-la, faz-se necessária a venda de suínos para fora do Estado. Caso contrário, os produtores terão que encerrar a atividade na suinocultura – alerta Folador.

O deputado Covatti ressaltou que o ideal não é vender matéria-prima para outros Estados, porém, no momento, não há outra saída para a suinocultura. - Propomos que o Governo do Estado estude medidas em médio e longo prazo para que tenhamos uma solução para o abate e industrialização da produção. Vender o suíno com ICMS a 12% é inviável para o produtor, e a redução na alíquota refletiria diretamente no bolso do produtor, com redução dos prejuízos que vem sofrendo.

O secretário da Agricultura, por sua vez, afirmou que a partir do dia 6 de maio sentará com os secretários da Fazenda e de Desenvolvimento e Investimento para definir uma proposta para ser apresentada ao governador. - O Governo está disposto a conversar e apresentar uma saída aos suinocultores. Somos sabedores das dificuldades que passa o setor e faremos o possível para solucionar o problema.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet