Olhar Direto

Terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Após 52 dias corpo de decorador é encontrado e suspeito de latrocínio é preso

Da Redação - Thaís Fávaro

28 Nov 2018 - 17:11

Foto: Rogério Florentino/ Divulgação

Após 52 dias corpo de decorador é encontrado e suspeito de latrocínio é preso
O corpo do decorador Ednalmo Alves de Oliveira, 53 anos, foi encontrado em uma região de mata, no bairro Nova Várzea Grande, na tarde desta quarta-feira (28). As  investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) também culminaram na prisão de um suspeito.

De acordo com a Polícia Civil, Fábio Machado de Oliveira, 38, foi preso no dia 3 de novembro com base em várias provas e após várias inquirições apontou a localização do corpo, mesmo ele não confessando a morte da vítima.

Leia Mais:
Sefaz leiloa Play 4, Iphones, caixas de bebidas e cervejeiras a partir de R$ 100

A vítima estava desaparecida desde o dia 17 de outubro, mas a comunicação na Polícia Judiciária Civil foi feita no dia 22 pelo irmão da vítima, que relatou que ele tinha sido visto com um amigo. O irmão ainda disse que a vítima  morava sozinha no bairro Coophamil e não costumava passar muitos dias sem dar notícias, o que causou estranheza na família e também o fato do celular dele estar desligado e o veículo, um Ford Ka sedan dourado, ter também sumido.

Já de início, a Polícia Civil trabalhava com a hipótese de a vítima estar morta. “O carro dele foi subtraído. Na semana seguinte do desaparecimento o veículo estava na posse de uma pessoa. Esse rapaz foi preso. Além dele estar de posse do carro do Ednalmo, vendendo, ele estava de posse do cartão da vítima, fazendo saques e empréstimos em agencias bancárias”, disse o delegado Caio Fernando Álvares de Albuquerque, adjunto da DERRFVA.

O suspeito está com prisão temporária (30 dias) e terá pedido para a conversão em prisão preventiva. “As investigações continuam tanto para apurar as circunstâncias do fato quanto para eventuais coautores”, finalizou.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • ednaldo
    29 Nov 2018 às 08:37

    e difícil ser feito justiça neste pais, sem uma reforma no judiciário, com todas os indícios o réu ainda tem que confessar o crime. kkkkkkkkkkkkkkk

Sitevip Internet