Olhar Direto

Terça-feira, 25 de junho de 2019

Notícias / Política MT

Ex-líder de Taques na Assembleia, Dilmar chama ex-governador de irresponsável

Da Redação - Érika Oliveira

22 Mai 2019 - 11:31

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Ex-líder de Taques na Assembleia, Dilmar chama ex-governador de irresponsável
O deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM), que ocupa atualmente a liderança de Mauro Mendes (DEM) na Assembleia Legislativa, ao contestar declarações do deputado Wilson Santos (PSDB), disse que alertou diversas o ex-governador Pedro Taques (PSDB) sobre os rumos que seu governo estava tomando, mas que o tucano foi irresponsável e, por isso, hoje Mato Grosso se encontra em situação de calamidade financeira. Dilmar e Wilson dividiram a liderança de Taques no Legislativo, no passado.

Leia mais:
Governo pode demitir servidores comissionados e efetivos após sofrer frustração de receita

“O Estado deu calote em 11.515 empreendedores desse Estado. Na Saúde, a dívida herdada pelo Governo atual é de mais de R$ 500 milhões. O Samu, por exemplo, o Governo teve que fazer um acerto de oitos meses atrasados. A secretária de Educação esteve aqui na Assembleia e nos informou que somente de restos ficou R$ 268 milhões. Eu não sei onde que não tem calamidade financeira nesse Estado. Onde está essa calamidade que vossa excelência não vê, que cita Dante de Oliveira, mas não cita a irresponsabilidade do Governo passado? Eu fui líder, vossa excelência foi líder, e quantas reuniões fizemos, pedindo que o governador tomasse providências, que não deixasse o desequilíbrio financeiro vir para o Estado. E uma péssima gestão é o que foi feito”, disse Dilmar, durante sessão plenária nesta quarta-feira (22).

A declaração do democrata foi uma resposta a Wilson, que minutos antes usou a tribuna para questionar a apresentação feita pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo, do balanço do 1º quadrimestre de 2019.

Wilson relembrou que o Ministério da Economia não reconheceu o decreto de calamidade assinado por Mauro Mendes e disse que os números apresentados por Gallo eram contraditórios.

Conforme os dados divulgados pelo secretário, o Governo de Mato Grosso teve arrecadação menor do que a prevista para o primeiro quadrimestre do ano de 2019. Isso foi ocasionado pela frustração da receita tributária do Estado e das transferências correntes, ou seja, recursos oriundos do Governo Federal.

Mesmo com os cortes no número de servidores comissionados, funções gratificadas e contratadas, com uma redução de R$ 413 milhões, que representou uma economia de 11,9%, comparado ao previsto para ser gasto em 2019 na Lei Orçamentária Anual (LOA) - previsão era de R$ 3,9 bilhões e foi gasto R$ 3.487,70 bilhões-, o Estado estourou não só o limite previsto em lei para o gasto com pessoal do Executivo, mas para o pagamento de salário de todos os funcionários públicos dos Poderes de Mato Grosso.

Wilson rebateu. “O governo não tem humildade de ouvir, acha que sabe tudo e toca para frente. A questão das demissões de três mil comissionados e contratados ficou só na conversa. Gastaram mais com pessoal, foram R$ 47 milhões a mais se comparar o mesmo período do ano passado. Não fizeram reduções de DGA, aumentaram 45 em relação ao governo anterior. Foram oito DGAs-1 reduzidos, com extinção de oito secretarias e aumentaram 53 DGAs-6. O discurso é um, mas a pratica do governo Mauro Mendes é outra. Hoje há mais do que havia antes. Como querem fazer economia? Este é o caminho?”.

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Canabrava
    23 Mai 2019 às 19:40

    Esse fica igual a macaco pulando de galho em galho..... Péla saco de Mauro Mendes e Piveta....

  • Eleitor
    23 Mai 2019 às 04:42

    ESTE DEPUTADO NÃO TEM NEM VERGONHA DE VIR COM ESTE DISCURSO MAS ISSO É COMUM DESTE MADEIREIRO...

  • amigo
    22 Mai 2019 às 23:30

    esse deputado vive trocando de lado, adora um muro e so visa cargos e acha que tem poder ta milionario MP deveria investigar

  • Daniel
    22 Mai 2019 às 20:31

    "CHUTAR CACHORRO MORTO É FÁCIL DEPUTADO". Essa assembléia só tem figura.

  • Gladston
    22 Mai 2019 às 19:56

    Isso mesmo deputado, cospe no prato que comeu, cospe. Está amedrontado por ter a mesma linhagem de puxa saco do Fávaro e estar vendo ele ser escanteado pelo DEMoniacos, não é?

  • Rocha
    22 Mai 2019 às 17:07

    É um atorzinho bem mequetrefeeee

  • JORGE LUIZ
    22 Mai 2019 às 14:38

    CACHORRO MORTO E FEDENDO NÃO MORDE MAIS E ESSE DEPUTADO JUNTO COM PEDRO TRAQUES AJUDOU A ACABAR COM O ESTADO E O WILSON PINÓQUIO SANTOS É OUTRO DEMAGOGO

  • paes
    22 Mai 2019 às 14:37

    Rapaz!!! Haja óleo de peroba heim.

  • Descrente
    22 Mai 2019 às 13:56

    Antes esse Dilmar culpava o Silval agora o Taques se conseguir se reeleger oque não irá acontecer culpara o Mauro Mentes ele berra pra onde o vento sopra

  • Miro
    22 Mai 2019 às 13:45

    Dep Wilson Santos está corretíssimo. Essas demissões é só conversa fiada, pois contrataram bastante pessoas cujo elas são (indicações politicas e dos poderes) para fazerem absolutamente nada! - Resumindo: A troca de favores continua. Desse jeito o estado termina de afundar de vez!

Sitevip Internet